Henrique ganha projeção em nova função e vira peça-chave no 'Ramonismo'

Em alta, lateral-esquerdo se destaca em posicionamento ofensivo e não dá brecha para Neto Borges

Por MARCELO BERTOLDO

Henrique marcou o primeiro gol na carreira no 164º jogo pelo Vasco
Henrique marcou o primeiro gol na carreira no 164º jogo pelo Vasco -
Rio - Com a confiança renovada sob o comando de Ramon Menezes, Henrique respondeu na bola às críticas. Com um novo posicionamento como terceiro zagueiro, ele tem subido de produção. Até o primeiro gol como profissional saiu na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, pela Copa do Brasil. Orgulhoso, o treinador não poupou elogios ao pupilo.
"Fico muito feliz por tudo que está acontecendo com Henrique, merece muito. É um menino de ouro. Ele entendeu muito bem a função. Ele poderia chegar para mim e falar que não estava entendendo", disse Ramon à 'Vasco TV'.
Contratado ao Genk, da Bélgica, por empréstimo, para disputar a posição com Henrique, Neto Borges terá que trabalhar e aguardar uma brecha no encaixado Vasco.
"Henrique é forte na fase ofensiva e defensiva. É bom para atacar, defender e vem ajudando muito", disse Ramon.

Comentários