Em 'mutação', Vasco se reinventa para driblar problemas no Brasileiro

Sem perder o padrão, time superou desfalques com boa atuação de Miranda, Marcelo, Juninho e Catatau

Por MARCELO BERTOLDO

Ygor Catatau agradou na estreia contra o Santos e pode enfrentar o Athletico-PR no domingo
Ygor Catatau agradou na estreia contra o Santos e pode enfrentar o Athletico-PR no domingo -

Para os que não creem no 'Ramonismo', o Vasco tem respondido na bola, sem perder a personalidade, aos desafios que surgem no Campeonato Brasileiro. O terceiro lugar, com 11 pontos, não é por acaso. Com muita entrega e disciplina tática, o time superou os oito desfalques no empate em 2 a 2 com o Santos e, por pouco, não confirmou a vitória nos acréscimos.

Os convocados responderam à altura. Na ausência de Ricardo Graça, com covid-19, e Leandro Castan, poupado, Miranda e Marcelo Alves deixaram uma ótima impressão no difícil duelo com o trio Marinho/Soteldo/Raniel.

Ao passarem no teste de fogo, os dois zagueiros se credenciaram para jogar ao lado de Castan contra o Athletico-PR, domingo, em São Januário. Com a mesma fome de bola, Ygor Catatau foi outra grata surpresa em sua estreia. Com a missão de substituir o xodó Talles Magno, teve participação direta no gol de Fellipe Bastos e se revelou boa alternativa para a vaga de Vinícius, outro diagnosticado com covid-19.

Pelo Madureira, o atacante deu tanto trabalho no confronto com o Vasco que foi contratado ao fim do Carioca, junto de Marcelo Alves. Na Colina, não é tratado pelo apelido de infância. Nos sofás com pinta de arquibancada em meio à pandemia, o torcedor não tem dúvida de como chamará o novo candidato a xodó.

"Ygor precisa estar bem fisicamente para mostrar força. Ele tem trabalhado muito. Começou contra o Santos e foi muito bem. Tem a minha confiança", disse Ramon.

Reintegrado após longa negociação de renovação, Juninho foi outro que ganhou a chance de titular e respondeu positivamente diante do cenário preocupante com oito desfalques na Vila Belmiro. "O time está fechado, muito unido. Confiamos um no outro. Isso tem sido a principal força do nosso grupo", disse.

 

Comentários