Vasco inaugura o CT do Almirante com homenagem a Barbosa

Clube planeja com cuidado a transição do departamento de futebol para a nova casa

Por O Dia

Presidente Alexandre Campello
Presidente Alexandre Campello -
Rio - Agora é oficial. A inauguração do CT do Almirante, nesta sexta-feira, tornou real o sonho de todo vascaíno, fundamental para a construção da casa nova através das doações que arrecadaram R$ 5,7 milhões. Apesar da finalização do plantio de gramado em dois campos, não existe uma data para o início dos treinos na nova casa. A estrutura do departamento de futebol, com vestiário, academia, departamento médico, está concluída, porém, o projeto ainda não está finalizado. O clube calcula que precisa de mais R$ 500 mil para a conclusão da quarta etapa da primeira fase da construção.
"O Vasco hoje assina mais uma página de sua gloriosa história. Incrível pensar que há pouco mais de um ano estávamos começando. Foi uma das maiores promessas da minha campanha em 2017. O Vasco tem enfrentando desafios e buscamos soluções. Sem falsa modéstia, os resultados conquistados de 2018 para cá são expressivos. Por isso, 122 anos depois, podemos dizer sem disfarçar o orgulho de que temos o nosso CT", disse o presidente Alexandre Campello.
Multicampeão pelo Expresso da Vitória e vice-campeão mundial pela seleção brasileira, em 1950, Barbosa foi homenageado e deu nome ao primeiro campo do novo CT. Outros ídolos, porém, prestigiaram o evento, como Ricardo Rocha, aniversariante do dia, Alexandre Torres, Mauro Galvão, Mauricinho e Sorato. Emocionado, Ricardo Rocha destacou a importância do marco para a história do clube.
"O Vasco tem história linda, em especial com o povo nordestino. Queixada, Zé do Carmo, Ricardo Rocha, Juninho... Sou torcedor do Santa Cruz, mas me tornei Vasco num clássico contra o Flamengo. Adorava Roberto Dinamite, um grande ídolo. O clube tem um tricampeonato carioca na história e fiz parte dele. Como todo torcedor, estou orgulhoso com a inauguração do CT. Sou grato pela oportunidade de ter jogado no Vasco", disse Ricardo Rocha.
Localizado em Jacarepaguá, o terreno de 80 mil metros quadrados é vizinho ao CT do Fluminense e à comunidade da Cidade de Deus, na Zona Oeste. Além de patrocinadores e parceiros, a colaboração de 30 mil torcedores foi fundamental para a milionária arrecadação. Com energia instalada, o clube aguarda a finalização da instalação do serviço de água e esgoto.
"É um dia importante que estamos presenciando. O CT era uma coisa que faltava ao clube. Parabéns à direção, que em meio à pandemia levou a obra adiante. Que ela possa ser concluída nos próximos anos, pois fará total diferença", avaliou Mauro Galvão.

Comentários