Política fica do lado de fora no Vasco

Em busca de resultados, Adilson tenta blindar o Vasco antes da eleição

Por pedro.logato

Rio - A menos de uma semana da polêmica eleição que vai definir o novo presidente, o Vasco respira política e a disputa entre os candidatos toma conta de São Januário. É justamente neste cenário que o time tem trabalhado, um problema a mais para o técnico Adilson Batista tentar resolver. Em busca de uma sequência de vitórias na Série B do Brasileiro, a ordem é blindar o elenco para que nada atrapalhe.

É consenso entre os profissionais que a política não entra em campo, mas pode atrapalhar o futebol do clube. Por isso, jogadores e comissão técnica têm tentado fugir do assunto e não se envolver com correntes políticas nos bastidores. No jogo contra a Ponte Preta, quarta-feira, pela Copa do Brasil, a arquibancada social contou com a presença de três de cinco concorrentes: Eurico Miranda, Roberto Monteiro e Julio Brant. E ferveu. Adilson Batista, porém, promete que o clima quente não vai atingir os jogadores.

Adilson Batista pretende blindar o elenco vascaínoDivulgação

“Estamos tentando blindar o grupo. Rodrigo Caetano (diretor-executivo) nos mantém fora disso tudo e nos passa tranquilidade. Tanto ele quanto o Dinamite. Procuramos não nos envolver. Temos a preocupação de seguir o trabalho para subir na tabela da Série B”, disse o treinador, que acrescentou: “O que tiver de acontecer saberemos após a eleição.”

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Marcada para a próxima quarta-feira, ainda não há garantias de que a eleição será realmente realizada. Após acatar decisão da Justiça e remarcar o pleito para a sua data original, o corpo jurídico do Vasco entrou com novo recurso e espera resposta para adiar a escolha do novo mandatário para 11 de novembro.

DIA DE TREINO LEVE E VISITA DE EX-JOGADOR NA COLINA

Um dia após a vitória por 2 a 1 sobre a Ponte Preta, que garantiu de forma tranquila a classificação do Vasco para as oitavas de final na Copa do Brasil, os jogadores se reapresentaram ontem à tarde em São Januário.

Os titulares, com exceção de Douglas Silva, Guiñazu, Dakson e Douglas, que deram voltas ao redor do campo, fizeram apenas trabalhos regenerativos na sala de musculação do clube. Os reservas, entretanto, participaram de um animado trabalho técnico sob o comando do técnico Adilson Batista.

Do lado de fora, a presença de uma pessoa chamou atenção na Colina. Atualmente comentarista em um canal de televisão, o ex-jogador e ídolo dos vascaínos Pedrinho acompanhou o treinamento. Ele recebeu o carinho principalmente do preparador de goleiros Carlos Germano, com quem jogou junto por longo período.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia