Vasco sai na frente, mas vacila e empata mais uma vez na Série B

Gigante da Colina não segura o Atlético-GO em Brasília

Por fabio.klotz

Brasília - Joel Santana havia alertado a importância de fechar a "casinha" e ter uma zaga sólida, capaz de não sofrer gol para segurar o resultado. O Vasco pecou justamente no setor defensivo. O Gigante da Colina abriu 1 a 0, mas não conseguiu garantir a vitória: 1 a 1, neste sábado, com o Atlético-GO, no Mané Garrincha. Foi o nono empate do clube carioca na Série B - o Vasco é o time, ao lado do Santa Cruz e Sampaio Corrêa, que mais empatou no torneio.

Douglas viu o Vasco sair na frente%2C mas o time não conseguiu segurar o resultadoDivulgação

O clube carioca perdeu a chance de pular para a vice-liderança e empatar com o Avaí, que venceu o Vila Nova e lidera a Série B. Com 39 pontos, o Vasco está em terceiro, atrás do Joinville, que tem 40. O Atlético-GO tem 29 pontos e ocupa a 13ª colocação.

O Vasco dominou a maior parte do jogo contra o Atlético-GO. Porém, criou pouco. E ainda por cima vacilou na defesa, ponto alertado por Joel Santana, que tem uma vitória e um empate no retorno à Colina. Na próxima rodada, nesta terça-feira, às 21h50, o Gigante da Colina encara o Oeste na Arena Amazônia. O Dragão entra em campo no mesmo dia, às 19h30, e recebe o América-RN no Serra Dourada.

O jogo

O Vasco tomou a iniciativa do duelo. Em cobrança de falta, Rodrigo obrigou Márcio a se virar e salvar o Atlético-GO. O clube carioca tinha maior posse de bola, mas errava o último passe. O duelo ficou sem emoção, até que o Dragão, enfim, teve a primeira chance. Em jogada pela direita, André Luís ficou livre na área e cabeceou com força. Com o pé esquerdo, Martín Silva evitou o gol.

A resposta do Vasco foi fatal. Edmilson foi lançado por Maxi Rodríguez e chutou. A bola desviou na zaga, Márcio ainda tocou nela, mas não impediu o gol e a festa vascaína no Mané Garrincha: 1 a 0. Na comemoração, o atacante esbravejou contra a torcida. Edmilson não marcava desde junho.

Edmilson fez o gol do Vasco. Atacante não marcava desde junhoDivulgação

O Vasco controlava o jogo, mas pecou defensivamente. Diogo Campos, que entrou no lugar de André Luis, foi lançado pela esquerda e cruzou para Juninho, que havia acabado de entrar na vaga de Jorginho, completar para o fundo da rede: 1 a 1.

Joel Santana, que já havia colocado Pedro Ken e Thalles, tentou dar mais ofensividade com Guilherme Biteco na vaga de Maxi Rodríguez. Biteco teve a chance de fazer o segundo, mas chutou para fora após aparecer pela esquerda. O Vasco ainda levou perigo em duas cobranças seguidas de escanteio. Porém, não chegou ao segundo gol e empatou mais uma vez na Série B.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-GO 1X1 VASCO

Estádio: Mané Garrincha
Público e renda: 7.653 pagantes / 8.957 presentes / R$ 393.824,00
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)
Gols: Edmilson (Vasco, aos 43' do 1ºT) e Jninho (Atlético-GO, aos 23' do 2ºT)
Cartão amarelo: Pedro Ken, Douglas Silva e Rodrigo Silva (Vasco)
Cartão vermelho: -

ATLÉTICO-GO: Mércio; Jonas, Artur, Adriano e Thiago Feltri; Marcos Winicius, Pedro, Wagner (Luciano Sorriso, aos 8' do 2ºT) e Jorginho (Juninho, aos 19' do 2ºT); André Luis (Diogo Campos, aos 13' do 2ºT) e Josimar; Técnico: Wagner Lopes.

VASCO: Martín Silva; Diego Renan, Rodrigo, Douglas Silva e Lorran; Guiñazu, Fabrício, Aranda (Pedro Ken, no intervalo), Maxi Rodríguez (Guilherme Biteco, aos 24' do 2ºT) e Douglas; Edmilson (Thalles, aos 14' do 2ºT); Técnico: Joel Santana.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia