Título da Série B já não é prioridade em São Januário

Joel minimiza conquista e diz que volta à elite é o mais importante

Por pedro.logato

Rio - O discurso otimista mudou. Se antes o título da Série B do Brasileiro era visto como obrigação na Colina, o Vasco, após as derrotas consecutivas para Santa Cruz e América-RN, viu a Ponte Preta abrir seis pontos de vantagem na liderança e já admite se contentar apenas com a conquista da vaga para a Primeira Divisão.

A sete rodadas do fim da competição, o time caiu de rendimento e viu suas chances de acesso diminuírem de 89% para 79%. A missão de vencer pelo menos quatro jogos para garantir a vaga no G-4 também começa a causar preocupação em São Januário. Embora admita que o título já não seja prioridade, o técnico Joel Santana descarta qualquer desespero.

Título da Série B está mais longe da ColinaAndré Mourão

Para o treinador, o Vasco terá de fazer o dever de casa a partir de agora. “Ser campeão ou subir em qualquer outra posição no G-4 é a mesma coisa para nós. O Vasco não quer escrever na arquibancada que ganhou a Série B. Faltam 11 pontos para chegarmos aos 65, o que, para os matemáticos, é suficiente para classificar. Portanto, temos de vencer os quatro jogos que faltam em casa”, frisou.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Vasco

Joel reconhece que a missão do Vasco fica mais difícil nesta reta final: “Não é fácil conquistar metade dos pontos que estão em disputa (no total são 21). A gordurinha que tínhamos tem diminuído a cada rodada.”

O time volta aos treinos hoje e não terá tempo para lamentar a queda de rendimento nos últimos jogos. Afinal, sábado vai encarar a líder Ponte Preta em busca da sonhada reabilitação.

“Contra o América-RN foi a nossa pior atuação. Foi lamentável e deu vergonha. Mas precisamos dar uma explicação à torcida e fazer um ótimo jogo contra a Ponte Preta”, completou Joel.

Técnico da Ponte é internado

A Ponte Preta terá um desfalque importante para a partida contra o Vasco, sábado, em São Januário. No jogo com o Avaí, no meio de semana, o técnico Guto Ferreira passou mal e foi encaminhado para a unidade coronariana do Hospital Celso Pierro, da PUC-Campinas. No local, foi diagnosticada arritmia cardíaca.

Cardiologista e diretor médico da equipe paulista, Fernando Porto esclareceu que o caso não é grave. Segundo ele, o treinador passa bem. A presença de Guto Ferreira contra o Vasco, no entanto, está descartada. O auxiliar Alexandre Faganello deve ser o responsável por comandar o time no jogo de sábado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia