Hora da virada para manter a ‘gordurinha’

Vasco enfrenta o Bahia, no sábado, disposto a voltar a vencer após cinco jogos de jejum e manter folga na liderança da Série B

Por edsel.britto

Rio - O sinal de alerta está ligado em São Januário. Mais do que a pior sequência na temporada, os quatro jogos sem vencer na Série B do Brasileiro — ainda há uma derrota na Copa do Brasil — pesam na tabela. A gordura adquirida está quase no fim e o Vasco vê a necessidade de se reabilitar, sábado, contra o Bahia, fora de casa, para manter vantagem confortável sobre o quinto colocado.

Depois da derrota para o Vila Nova, o Vasco ficou apenas cinco pontos a frente do Brasil de Pelotas, primeiro fora do G-4. Essa distância era de 11 pontos há quatro rodadas. Uma queda grande, que comprova a má fase e levou o presidente Eurico Miranda se reunir com o grupo, ontem, antes do treino, para cobrar a falta de resultados.

Andrezinho (C) diz que está na hora de o Vasco voltar a vencer e a convencer na Série BPaulo Fernandes/Vasco.com.br/Divulgação

Com três empates e uma derrota, o Vasco só fez mais pontos que os dois últimos colocados da Série B, Sampaio Correa (um) e Bragantino (dois). Além dos três, só o Ceará não venceu nesse período.

“Um clube como o Vasco não pode ficar tanto tempo sem vencer. Os últimos resultados não condizem com o grupo que temos e com a história do clube. A insatisfação não é só da torcida, é nossa também”, afirmou Andrezinho, que retorna à equipe.

Menos mal que a situação ainda é cômoda. Não dá para dizer que o Vasco teve azar. Afinal, mantém-se três pontos a frente, graças aos muitos tropeços de Atlético-GO (seis pontos), CRB (cinco) e Ceará (três). Assim, não perderá a liderança mesmo com nova derrota, mas a ideia é retomar o caminho das vitórias no sábado.

“Nada melhor que enfrentar o Bahia. Está mais do que na hora de voltar a vencer e convencer”, disse Andrezinho.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia