Em vigor de 11 a 15 de maio, 'lockdown' em Niterói é prorrogado até o dia 20

Cidade registra 1.115 casos do novo coronavírus, com 552 doentes em isolamento domiciliar, 430 curados e 58 mortos

Por O Dia

Niterói - As medidas de restrição de circulação de pessoas e de veículos nos acessos a municípios vizinhos e a intensificação da fiscalização nas vias e áreas públicas e também nos estabelecimentos de Niterói, que iriam até esta sexta-feira, foram prorrogadas até o próximo dia 20. E, a partir do dia 21, a Prefeitura programa iniciar um plano gradual de retomada de algumas atividades comerciais. De acordo com o prefeito Rodrigo Neves, o detalhamento do programa de retomada será anunciado nos próximos dias.
O prefeito enfatizou que, até o dia 20, continuam funcionando, sem restrições, somente as atividades essenciais, como mercados e supermercados, farmácias, padarias, pet shops e postos de combustíveis. Pessoas que estejam nas ruas, praias e praças públicas - com exceção para casos de deslocamento por força de trabalho e ida aos serviços essenciais e estabelecimentos autorizados a funcionar - poderão ser multadas em R$ 180. Os recursos serão convertidos para o Fundo Municipal de Saúde e investidos na ampliação do atendimento aos pacientes de Covid-19.
"As cidades e países que venceram ou estão vencendo essa batalha contra o coronavírus combinaram ações de salvar vidas com o apoio às famílias e à economia, e trabalharam com um isolamento social mais restrito de 60 dias. Por isso, seguiremos com as medidas mais firmes de isolamento social até o dia 20. A partir daí, vamos iniciar uma flexibilização da quarentena, mas com responsabilidade e com toda a segurança para os niteroienses", afirmou Rodrigo Neves.
Boletim – Niterói registrou, até esta quinta-feira, 1.115 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, com 552 doentes em isolamento domiciliar acompanhados pela Secretaria de Saúde. A cidade registra 58 mortes e tem 430 pacientes curados.
 

Comentários