Metade dos 1.641 infectados com coronavírus em Niterói se curaram; 91 morreram

Cidade possui 603 doentes se tratando em isolamento domiciliar, acompanhados pela Fundação Municipal de Saúde

Por Irma Lasmar

Taxa de letalidade de Niterói, a menor da Região Metropolitana, deve-se à alta adesão ao isolamento social, diz secretário de Saúde
Taxa de letalidade de Niterói, a menor da Região Metropolitana, deve-se à alta adesão ao isolamento social, diz secretário de Saúde -
Niterói tem mais de 800 pacientes recuperados de covid-19. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado neste sábado à noite pelo prefeito Rodrigo Neves através de sua transmissão diária de vídeo ao vivo nas redes sociais oficiais da Prefeitura, a cidade tem 1.641 casos confirmados da doença, com 603 pessoas em isolamento domiciliar sendo acompanhadas pela Fundação Municipal de Saúde. A cidade registra, até o momento, 91 mortes pela doença. Na mesma live, o secretário municipal de Saúde, Rodrigo Oliveira, destacou que, com a adesão da população ao isolamento social e as várias ações adotadas pelo governo municipal, foi possível reduzir a taxa de contaminação e letalidade do coronavírus na cidade.
Leia também: audiencia-publica-virtual-discutira-transparencia-no-combate-a-covid-em-niteroi

“As medidas de combate à pandemia são baseadas na ciência e em indicadores sanitários. Em Niterói, fizemos o dever de casa, com a conscientização dos cidadãos sobre a importância de reduzir a presença nas ruas e o uso da máscara. Esta semana, iniciamos uma nova fase, que é o plano de transição para o novo normal, no qual os niteroienses, mais uma vez, estão respeitando as determinações. Estamos vencendo esta batalha, por isso é fundamental se preservar em isolamento social, que foi estendido até 30 de junho, e continuar seguindo todas as orientações das autoridades sanitárias”, enfatizou Rodrigo Oliveira.

Comentários