Polícia fecha empresa que manipulava lixo hospitalar

Local funcionava em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense

Por thiago.antunes

Rio - Após cinco meses de investigação, policiais da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (DPMA) conseguiram junto à 1ª Vara Criminal da Comarca de Caxias, uma medida cautelar para interditar a empresa Fast Collect Remoção de Resíduos, localizada na Rua Curitiba, Jardim Gramacho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

A ação, realizada na manhã desta sexta-feira, interditou judicialmente o local que funcionava sem licença ambiental do INEA e outros órgãos.

Segundo o delegado titular da especializada, José Fagundes, durante a inspeção foram encontrados resíduos infectantes e lixo hospitalar armazenados em depósitos sem as devidas cautelas com o ambiente.

A perícia foi realizada e estão sendo adotadas as devidas providências junto aos órgãos ambientais para a remoção do lixo, que é considerado altamente perigoso e nocivo à saúde humana e ao meio ambiente.

Ainda de acordo com o delegado, no local só foi encontrado um vigia. Ele foi encaminhado à unidade para prestar declarações e foi liberado depois.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia