O ponto ficou longe demais

Obra do Porto Maravilha faz passageiros andarem 2 km até a Rodoviária Novo Rio

Por thiago.antunes

Rio - A surpresa tem sido desagradável. Desde o último dia 31, data em que o ponto de desembarque de ônibus intermunicipais, na Avenida Rodrigues Alves, foi remanejado para depois da esquina com a Rua Cordeiro da Graça, por conta das obras do Porto Maravilha, passageiros reclamam dos cerca de 2 km de distância que têm que percorrer até a Rodoviária Novo Rio.

A falta de aviso e segurança no local também é alvo de críticas. Mesmo assim, a solução do contratempo, segundo o secretário municipal de Transportes, Carlos Osório, não tem data para ocorrer. “Venho de Maricá e fui surpreendida com a mudança. Terei que andar para fazer a baldeação. Me atrasarei para o compromisso que tenho agendado, e não vejo policiamento por perto. Imagine a situação de quem chega aqui, à noite, e com malas?”, questionou a diarista Rose Ribeiro.

Para o técnico de enfermagem, Natalino dos Santos, o aviso nos locais de embarque seria suficiente para que o problema fosse evitado: “Planejaríamos a chegada ao local com antecedência e evitaríamos portar objetos de valor.”

Aparecida Ferreira%3A ‘O importante é que a obra saia do papel. Quem depende da região%2C que se vire’Carlos Moraes / Agência O Dia

A Secretaria Municipal de Transportes se defende: “A Fetranspor e o Detro foram notificados do remanejamento, e deveriam informar aos passageiros dos possíveis percalços no momento do embarque. No entorno da Rodoviária, carros de som e agentes têm orientado passageiros e motoristas. O remanejamento, por mais que seja incômodo é necessário. Fizemos o que foi possível”, garantiu Osório.

Porém, o secretário confessa não haver data prevista para o fim do problema: “Depende da conclusão das obras, o que pode variar, devido a uma série de fatores externos. Por isso, não há uma data certa para que o desembarque seja normalizado.”

O medo de quem desembarca também parece longe do fim. Em nota, o 5º BPM (Centro) garante que enviará policiamento ao local para verificar denúncias, assim que receber reclamações, o que ainda não teria ocorrido. Para piorar a situação, desde sexta o Viaduto do Gasômetro, sentido Avenida Francisco Bicalho, está fechado para instalação da alça de ligação da Via Binário do Porto. Interdição termina neste domingo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia