Incentivo fiscal para o Porto crescer

Empresa mostra nesta sexta à prefeitura proposta para boom imobiliário

Por thiago.antunes

Rio - A Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio (Cdurp) apresenta nesta sexta-feira à prefeitura uma proposta para estimular o desenvolvimento imobiliário empresarial e residencial na região do Porto, por meio de incentivos fiscais. Se aprovada pelo prefeito Eduardo Paes, a ideia será endereçada à Câmara dos Vereadores para que vire um projeto de lei.

De acordo com o presidente da empresa, Alberto Gomes da Silva, a proposta engloba benefícios de isenção e perdão de dívidas de IPTU, ISS E ITBI: “Queremos que 50% da área estejam voltados para construções residenciais. O prefeito nos encomendou pacote de medidas para estimular o desenvolvimento da região. Além de ampliar incentivos fiscais para novos moradores, vamos oferecer remissão de dívidas para antigos ou para quem queira transformar seu prédio comercial em residencial”, disse.

A construção de pelo menos 2 mil casas populares, que fariam parte do Minha Casa, Minha Vida, também estão previstas. Ainda segundo Silva, há muitas habitações em condições precárias que precisarão ser desapropriadas, assim como ocupações irregulares. “A ideia é que estes moradores fiquem ali, em outros pontos”.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia