Secretário descarta ter sido alvo de atentado

Zaqueu Teixeira, da Assistência Social, acha que bandidos que o atacaram queriam roubar carro em que viajava

Por thiago.antunes

Rio - O secretário estadual de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, que também é delegado e já comandou a Polícia Civil do Rio, disse não ter dúvidas de que dois homens tentaram roubar o carro em que estava na noite de terça-feira, na Zona Portuária.

Zaqueu descartou nesta quarta a hipótese de atentado político e foi salvo dos três tiros disparados por estar em veículo blindado. “Com certeza, não foi um atentado. Não fiz o trajeto habitual e nem estava no carro que costumo usar. Os tiros foram claramente para parar o veículo”, avaliou.

Zaqueu Teixeira%2C ex-chefe de Polícia Civil%2C viajava em carro blindadoBanco de imagens

A abordagem aconteceu perto da Rodoviária Novo Rio, e o motorista de Zaqueu Teixeira conseguiu fugir do cerco, mas correu riscos. “Se não estivesse num carro blindado, fatalmente o motorista teria sido baleado, porque, atualmente, além de roubar, os marginais têm certo prazer na maldade”, disse Zaqueu durante evento em São Gonçalo, Região Metropolitana, com a presença da presidenta Dilma Rousseff.

O secretário registrou queixa na 37ª DP (Ilha do Governador), mas a investigação deverá ser conduzida pela 4ª DP (Central do Brasil). Os investigadores buscam imagens de câmeras da região para tentar identificar os criminosos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia