Maior integração na Cidade da Polícia

Local área de treinamento e até um heliponto suspenso

Por thiago.antunes

Rio - A união faz a força. Esta é a expectativa da chefe de Polícia Civil, Martha Rocha, para a inauguração da Cidade da Polícia, marcada para domingo que vem, como o DIA antecipou nesta quinta-feira. Segunda ela, as investigações das delegacias especializadas, que estarão sediadas no espaço, vão ganhar qualidade.

“A concentração de delegacias especializadas, sem dúvida, vai promover integração entre os policiais que até então não havia. Com a proximidade haverá constante troca de informações sobre investigações em andamento e isso vai se refletir no resultado final”, avaliou a delegada.

Com 67 mil metros quadrados, o espaço possui nove blocos e conta ainda com área de convivência com lanchonetes e restaurante, auditório, estacionamento e heliponto suspenso. A área de treinamento é uma das mais sofisticadas, com ambiente cenográfico, casa de tiros e estande de tiros.

Construída na área da antiga sede de uma fábrica de cigarros no Jacarezinho, a Cidade da Polícia vai abrigar 13 especializadas a Coordenadoria de Recursos Especiais (Core), além de cinco órgãos da Chefia de Polícia e uma prefeitura administrativa.

“É um projeto de valorização dos policiais. No complexo há área de convivência, quadra de esportes, e uma estrutura de trabalho inédita. Com certeza, é um presente e um estímulo para todos nós”, destacou Martha Rocha.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia