Dupla é morta e passageiro é ferido em assalto a ônibus na Zona Portuária

Homem reagiu a ação dos criminosos. Um morreu dentro do coletivo e outro pulou, sendo encontrado morto

Por marcello.victor

Rio - Dois suspeitos morreram e um passageiro foi baleado durante uma tentativa de assalto a um ônibus executivo da linha Castelo-Campo Grande, na Zona Portuária do Rio, na noite desta sexta-feira. Um homem reagiu a ação dos criminosos atirando e fugiu. Um dos dois suspeitos fugiu pulando do ônibus e foi encontrado morto. Um revólver calibre 22 foi apreendido.

De acordo com um fiscal da Viação Pégasus, que preferiu não se identificar, o motorista do ônibus contou que os dois suspeitos entraram no coletivo na Avenida Francisco Bicalho, sentido Rodoviária, na altura da Estação da Leopoldina, por volta de 21h. Cerca de 30 passageiros estavam no frescão. Os criminosos pagaram a passagem e logo em seguida anunciaram o assalto.

Um dos bandidos rendeu o motorista com um revólver calibre 22 enquanto o outro iniciou o roubo aos passageiros. Armado, um homem à paisana reagiu dando início ao tiroteio. O segundo ladrão foi baleado no fundo do ônibus e caiu sem vida no corredor. O primeiro foi ferido no braço e obrigou o motorista a abrir a porta e se jogou do coletivo. O atirador desceu em seguida.

O passageiro William Lima Machado, de 23 anos, foi baleado nas costas. O motorista do ônibus dirigiu até a Passarela 3 da Avenida Brasil, quando encontrou uma viatura do Batalhão de Policiamento em Vias Especiais (BPVE). Ele foi socorrido pelos PMs para o Hospital Federal de Bonsucesso (HFB). Após passar a noite em observação, ele foi liberado nesta manhã.

Na esquina da Avenida Francisco Bicalho com a Rua Comandante Garcia Pires, próximo a Rodoviária Novo Rio, policiais do 5º BPM (Praça da Harmonia)encontraram o corpo do bandido ferido que fugiu do ônibus. A Divisão de Homicídios, que assumiu as investigações, ainda não sabe se o criminoso morreu em decorrência da queda do veículo ou se foi executado pelo atirador que desceu em seguida.

Até o fim da madrugada nenhum dos dois suspeitos tinha sido identificado. A procura pistas que possam levar a identificação do atirador.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia