Índice de rejeição pode decidir eleição no Rio

Crivella aposta na reprovação a ex-governantes para crescer mais

Por felipe.martins , felipe.martins

Rio - Candidato do PRB ao governo do Rio, o senador Marcelo Crivella aposta no alto índice de rejeição de Anthony Garotinho, do PR, para se consolidar na liderança da disputa pelo Palácio Guanabara. Pela pesquisa Datafolha, Crivella e Garotinho estão empatados na liderança, com 24% dos votos. O ex-governador lidera, no entanto, o ranking de rejeição, com 39%.

“O Garotinho tem a rejeição de quem já governou, assim como a esposa, Rosinha. Pela personalidade controversa dele, de atirar para todos os lados, o Garotinho tem uma rejeição também muito grande da classe política. Eu não tenho esse perfil, e o meu índice, pelo contrário, está menor que das outras vezes em que me candidatei”, disse Crivella, que tem 16% de rejeição.

Tanto Garotinho quanto o comando de campanha de Lindberg Farias (PT) informaram ter números diferentes dos apresentados pelo Datafolha em relação à candidatura de Crivella. Segundo eles, em suas próprias pesquisas, o candidato do PRB tem entre 17% e 18% da intenções de voto. O comando de campanha de Lindberg, que aparece na quarta posição com 12%, viu com “naturalidade” os números deste levantamento.

Terceiro colocado com 14% dos votos, o governador Luiz Fernando Pezão mostrou confiança no crescimento de sua candidatura à reeleição, assim que começar o Horário Eleitoral de rádio e TV. “Tenho certeza que vamos crescer com o Horário Eleitoral. Por enquanto tenho que governar e cada vez trabalhar mais”. Pezão afirmou que não vai se preocupar com eleições, mas que nessa pesquisa ele já observou que passou de 5% para 14%, mesmo tendo pouca visibilidade.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia