Policial civil é morto em suposta tentativa de assalto no Engenho de Dentro

Um dos três suspeitos foi baleado na veia femural e também morreu no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier

Por marcello.victor

Rio - O policial civil José Henrique Barranco, de 53 anos, lotado na 97ª DP (Mendes), no Sul Fluminense, foi morto em uma suposta tentativa de assalto a um bar, no Engenho de Dentro, Zona Norte do Rio, na noite desta quinta-feira. Ele já tinha sido lotado na Divisão de Homicídios (DH) do Rio. Um bandido também morreu durante a troca de tiros. Outros dois suspeitos conseguiram fugir.

Segundo testemunhas contaram a polícia, três homens armados chegaram ao bar na esquina das ruas Monsenhor Jerônimo e Ana Leonídia, no Fox branco placa LQQ-5017, por volta das 21h30. Na tentativa de supostamente assaltar o estabelecimento, eles teriam percebido o volume da arma na cintura do policial. Ao se recusar a entregar a pistola, o agente sacou a arma e disparou contra o trio. Houve revide e tiroteio.

Com a intenção de assaltar o bar no Engenho de Dentro%2C três bandidos entraram em confronto com o policial civil José Henrique Barranco%2C que acabou morrendoJosé Pedro Monteiro / Agência O Dia

Barranco foi baleado no abdômen. Um dos criminosos fugiu ferido na perna, mas acabou caindo na esquina da Rua Ramiro Magalhães. O disparo atingiu a veia femural. Ambos foram levados para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, na mesma região, mas morreram. Os outros dois suspeitos fugiram. Um deles também teria sido baleado.

De acordo com policiais do 3º BPM (Méier), o Fox abandonado pelos criminosos tinha sido roubado na quarta-feira, na área da 20ª DP (Vila Isabel). Policiais da DH periciaram o local e assumiram as investigações. Eles vão solicitar imagens de câmeras de segurança da região para tentar identificar os criminosos. Testemunhas e parentes de Barranco prestaram depoimento na especializada, na Barra da Tijuca.

Moradores da região informaram que o policial civil morava a poucos metros do bar e era conhecido como uma pessoa simpática e querida na região. Segundo policiais da 97ª DP, Barranco estava de férias e estava lotado na delegacaia a cerca de um ano.

PMs brigam e um morre em Vila Valqueire

No início da madrugada de quarta-feira, o subtenente do 9º BPM (Rocha Miranda) Alberto Antonio João Galberto de Brito foi morto com um tiro na nuca após um desentendimento e troca de tiros com outro PM, na Rua das Camélias, esquina com a Rua dos Jasmins, em Vila Valqueire, na Zona Oeste do Rio. A polícia ainda não sabe a motivação do confronto.

De acordo com a polícia, o assassino do subtenente é o cabo PM José Luis da Cruz, de 38 anos, lotado no Hospital Central da corporação, no Estácio, na Zona Norte. Ele foi baleado no abdômen durante o confronto e está preso sob custódia no Hospital Estadual Carlos Chagas, em Marechal Hermes. Ainda segundo a PM, os dois não estavam de serviço e se desentenderam em frente a um conhecido bar da região.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia