Intenso tiroteio assusta moradores do Batan, em Realengo

Favela pacificada viveu noite de terror neste sábado. Bandidos tentaram invadir comunidade e houve confronto com policiais de UPP. Ninguém foi preso

Por tiago.frederico

Rio - Um intenso tiroteio assustou moradores da Favela do Batan, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, na noite deste sábado. Bandidos tentaram invadir a comunidade, quando se depararam com policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Houve confronto, mas ninguém ficou ferido, de acordo com a assessoria de imprensa das UPPs.

O tiroteio aconteceu pouco antes das 19h. PMs foram checar uma denúncia na localidade conhecida como Morrinho, quando se depararam com os criminosos. Após o confronto, os bandidos fugiram.

Segundo a assessoria de imprensa das Unidades de Polícia Pacificadora, uma ação de varredura foi feita na região, com o apoio de militares de outras unidades e do Grupamento de Intervenções Táticas (GIT) das UPPs, mas ninguém foi preso. O caso foi registrado na 33ª DP (Realengo).

De acordo com policiais que estavam de plantão no 14º BPM (Bangu), responsável pelo policiamento na região, os bandidos seriam traficantes do Morro da Pedreira, em Costa Barros, Zona Norte. Os marginais teriam conseguido fugir após roubar um táxi Doblô.

Pelo WhatsApp do Dia (98762-8248) , um leitor reproduziu uma mensagem de voz. Nela um homem dizia ao amigo, suposto morador do Batan, que bandidos do Chapadão, favela de Costa Barros, tomaram a comunidade e que vários deles estavam nas ruas fortemente armados de fuzis e que não haviam policiais da UPP. Ele orientou o conhecido a não retornar para casa.

Em outra mensagem, intitulada 'homens de fuzil' um outro morador postou uma foto em que apareceriam homens armados. A imagem, porém, não é nítida.

Policiais do 14º BPM disseram que não foi solicitado reforço ao batalhão para o Batan, mas que PMs da UPP da Vila Kennedy foram em apoio aos colegas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia