Morre o dramaturgo Luiz Carlos Góes

Com obras bem-sucedidas no teatro e na TV, Góes ficou reconhecido por sua relação com o humor

Por thiago.antunes

Luiz Carlos Góes faleceu de complicações de um câncerReprodução

Rio - O dramaturgo, compositor e escritor carioca Luiz Carlos Góes morreu, na noite de terça-feira, aos 69 anos, vítima de complicações de um câncer. Ele estava internado no Hospital Quinta D’Or, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio. Com obras bem-sucedidas no teatro e na TV, Góes ficou reconhecido por sua relação com o humor, colaborando com obras como o seriado ‘Sai de Baixo’, ‘Os Trapalhões’ e a novela ‘Sete Pecados’. Também escreveu, ao lado do amigo Miguel Falabella, os roteiros de ‘Toma Lá Dá Cá’, ‘Pé Na Cova’ e ‘Sexo e as Negas’, esta última atualmente no ar na TV Globo.

O velório acontece nesta quinta-feira, das 8h ao meio-dia, no Cemitério do Caju, na Zona Portuária do Rio. Em seguida, o corpo do dramaturgo será cremado em cerimônia restrita à família. Góes tornou-se dramaturgo nos anos 70. Foi um dos pioneiros do teatro besteirol. Entre tantas peças, é autor da comédia ‘Boom!’, encenada pelo ator e diretor Jorge Fernando, e assinou o texto de ‘As Meninas’, com Maitê Proença. Ele também compôs músicas com Eduardo Dusek.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia