Quadrilha 'falsifica' cão pintando vira-lata como yorkshire

Animal foi vendido por R$ 400. Dono descobriu fraude quando cão passou mal

Por O Dia

Rio - Um morador de Vila Valqueire quis fazer uma surpresa para a namorada, mas acabou passando por constrangimento: comprou, por R$ 400, um cachorro supostamente da raça yorkshire pela Internet, mas, no mesmo dia, depois de dar o presente para a amada,descobriu que tinha sido enganado. O cão, de quatro meses, é um simpático vira-lata, que tinha sido pintado com Color Jet, uma tinta spray indicada para pintura de móveis de aço, madeira, armários, e outros objetos.

O animal foi vendido através de um site, por uma mulher que se identificou apenas como Priscila. O caso está sendo investigado pela 33ª (Realengo). A diretora da Sociedade União Internacional Protetora dos Animais (Suipa), Izabel Cristina do Nascimento, disse já ter recebido vários cachorros pintados de forma grotesca.

O simpático vira-lata ganhou nome de Thor e%2C na casa da família do engenheiro em Vaz Lobo%2C se recupera dos problemas causados pela pintura para ser vendido como yorkshireFabio Gonçalves / Agência O Dia

“Aconselhamos às pessoas a não comprarem animais pela internet. A orientação é para que os interessados não comprem, mas adotem os animais (as dicas estão na página www.suipa.org.br). Só aqui na Suipa temos 4,5 mil cães, de todas as raças, à espera de adoção”, explicou Izabel Cristina.

O veterinário Heitor Iglesias, da Clínica Chip Dog, que descobriu a farsa, disse que o animal chegou ao consultório muito debilitado e anêmico. “Foi preciso usar vários remédios, inclusive antibiótico. O que fizeram foi uma crueldade”, disse Heitor, revelando que já atendeu outros casos semelhantes. “Tem uma quadrilha especializada nesse tipo de golpe agindo no Rio. Tenho conversado com colegas do setor e percebido que casos desse tipo estão se tornando comuns”, adverte.

O engenheiro mecânico X., de 29 anos, detalhou a fraude: “Um homem em uma moto me entregou o cão em casa, mas não me deu nenhuma nota fiscal pela compra. À noite, o bicho, que estava com os olhos vermelhos, começou a passar mal com diarreia e vômitos. O veterinário constatou que ele tinha sido pintado e estava intoxicado pela tinta. Também estava com o rabo quebrado, indicando que houve maus-tratos e orelhas com talas para mantê-las em pé, imitando a raça”, afirma ele, indignado.

Internado por três dias

O engenheiro conta que o cachorro, que agora se recupera na casa de parentes, em Vaz Lobo, teve que ficar internado por três dias. “Fiquei envergonhado perante a minha namorada e parentes. Todos, a princípio, acharam que eu é que tinha pintado o cachorro. Foi muito constrangimento. No dia que fechei o negócio (25 de setembro) a propaganda saiu do ar e voltou hoje (ontem)”, lamentou X., que batizou o cachorro de Thor.

Tratamento comparado a criança

Abusos e maus-tratos contra animais configuram crime ambiental, de acordo com a Lei Federal número 9.605 de 1998 (Lei de Crimes Ambientais) e devem ser comunicados à polícia, que registrará ocorrência, instaurando inquérito. Caso maus tratos sejam comprovados, os agressores podem pegar de três meses a um ano de prisão. Izabel Cristina, da Suipa, faz uma série de alertas para quem deseja ter um cão em casa.

“A pessoa deve ter em mente que qualquer animal de estimação é como uma criança e deve ser tratada como tal, com alimentação adequada, higiene, vacinação banho, enfim, com todos os cuidados necessários”, adverte Izabel. O instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) recebe denúncias pela chamada Linha Verde (0800-618080).

O Yorkshire Terrier é um cão de pequeno porte%2C vigoroso%2C com uma pelagem sedosaReprodução

A administração do site de vendas onde o cãozinho foi anunciado ficou de se informar sobre o ocorrido e deverá se pronunciar hoje. Nesta quinta, no mesmo site, estavam sendo oferecidos cães, que seriam da raça Yorkshire Terrier. As fêmeas custavam R$ 700, com a garantia de vacinação e pedigree.

O Yorkshire Terrier, ou Yorkie, é um cão de pequeno porte, vigoroso, com uma pelagem longa, sedosa e abundante de origem britânica. Os filhotes nascem pretos com pontos marrons, e geralmente alteram a cor da pelagem com cerca de 1 ano. É uma das raças mais populares do mundo.

Últimas de Rio De Janeiro