Bope apreende drogas e armas no Fallet e policiamento na favela é reforçado

Tropa de elite permanece na comunidade após sete PMs serem rendidos e terem armamentos recolhidos por traficantes

Por O Dia

Rio - Após a ação, no mínimo audaciosa, de criminosos que renderam e recolheram as armas de policiais militares da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Morro Fallet, no Catumbi, teve início, ainda na noite desta sexta-feira e durante a madrugada deste sábado, uma operação para combater o tráfico de drogas na região. À 1h da manhã, policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) apreenderam armas e drogas na Rua Elizeu Visconti, dentro da comunidade, próximo ao Largo do Santinho.

Foram 900 trouxinhas e quatro tabletes de maconha, uma pistola Taurus, calibre 9mm, um carregador com sete munições, dois volumes de crack, 190 papelotes de cocaína e uma placa balística. O registro de ocorrência foi feito na 7ª DP (Santa Teresa). 

PMs foram rendidos e tiveram armas recolhidas por criminosos armados com fuzisSeverino Silva / Arquivo Agência O Dia

A ocorrência, no entanto, não foi confirmada pelo comando da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Coroa/Fallet/Fogueteiro. O policiamento segue reforçado na comunidade com o apoio do Bope.

PMs rendidos e desarmados

Seis traficantes armados com fuzis renderam sete policiais da UPP do Morro do Fallet no fim da tarde desta sexta-feira. A informação foi passada por policiais e moradores da comunidade. Os bandidos teriam mandado os PMs sentarem no chão e xingado os agentes, que tiveram as pistolas recolhidas pelo bando.

Segundo policiais, os criminosos só devolveram as armas, sem munição, após receberem ordens dos líderes da facção Comando Vermelho (CV) que, de dentro de uma unidade prisional do estado, mandaram que nenhum PM fosse morto e que as pistolas fossem entregues.

Libertação de PMs rendidos no Fallet partiu de lideranças do tráfico

Em nota, a Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) informou que o comando das UPPs determinou a abertura imediata de uma averiguação para apurar denúncia de invasão a uma das bases de apoio da UPP Coroa/Fallet/Fogueteiro.

O comunicado confirmou a ação do Bope na favela e ressaltou que nenhum armamento foi roubado e que não houve ataque à base da UPP. Os traficantes do Fallet são investigados em um inquérito da Delegacia de Combate às Drogas (DCOD) há um ano.

Últimas de Rio De Janeiro