Sete restaurantes de comida a quilo do Centro são autuados em fiscalização

Fiscais do Procon encontraram um gato no estoque do restaurante Tempero Carioca, na Rua Sete de Setembro

Por tiago.frederico

Rio - Sete restaurantes de comida a quilo foram autuados durante a Operação Peso Pesado, realizada pelo Procon, nesta terça-feira, no Centro do Rio. Na ação de fiscalização que vistoriou 10 estabelecimentos, 42kg e 620g de alimentos impróprios ao consumo foram descartados.

Os fiscais encontraram um gato no estoque seco do restaurante Tempero Carioca, na Rua Sete de Setembro, onde foram descartados 3kg e 500g de alimentos sem determinação de prazo de validade.

Fiscal do Procon no restaurante Pilão de Pedra%2C na Rua do Acre%2C 37/39%2C no CentroDivulgação

Das cinco unidades vistoriadas do restaurante Pilograma, três apresentaram irregularidades: a da Rua da Quitanda, a da Rua da Carioca e a da Rua do Rosário. Nesta última, os fiscais encontraram 9kg e 100g de filé de costela vencida e 650g de língua bovina sem especificação do prazo de validade.

No Expresso Point, da Rua da Alfândega, os fiscais encontraram 10kg de linguiça vencida. O restaurante Planos e Papos da Rua Beneditinos também armazenava produtos vencidos. Um quilo de doce de beijinho estava vencido desde março deste ano. Já a validade do cajuzinho encontrado havia acabado no mês passado.

Não apresentaram irregularidades os seguintes estabelecimentos: Restaurante Vegetariano Vegecoop (Rua da Carioca, 54-A); Pilograma (Rua Buenos Aires, 340) e Pilograma (Rua Nilo Peçanha,11).

No Pilograma%2C da Rua do Rosário%2C havia 9kg e 100g de filé de costela vencidaDivulgação

Balanço da Operação Peso Pesado

- Tempero Carioca (Rua Sete de Setembro, 194): Sem especificação de validade: 500g de linguiça, 1kg de carne assada, 2kg de língua bovina. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do CDC para consulta. Ausência de paletes (refrigerantes e batatas no chão). Presença de animal (gato) no estoque seco.

- Pilão de Pedra (Rua do Acre, 37/39): Produtos sem especificação: 400g de presunto, 150g de queijo coalho, 5 kg de camarão, 5 kg e 500g de peixe. Três lixeiras estavam abertas e sem tampa na cozinha. Ausência do Livro de Reclamações.

- Pilograma (Rua da Quitanda, 95): Ausência de paletes. Produtos armazenados diretamente no chão. Os fiscais deram um prazo de 15 dias para apresentação do certificado de potabilidade da água.

- Pilograma (Rua da Carioca, 53): Na cozinha havia pisos quebrados, ralos abertos, azulejos do tanque e paredes quebradas. Determinada a limpeza de pisos, teto e utensílios imediatamente e dado prazo de 30 dias para reforma. Certificado de limpeza da caixa d'água estava vencido em 11/04/2015. Ausência do CDC para consulta. Ausência do certificado de dedetização.

- Pilograma (Rua do Rosário, 172): Havia 9kg e 100g de filé de costela vencida e 650g de língua bovina sem especificação de validade. Uma lixeira estava sem tampa.

- Expresso Point (Rua da Alfândega, 80): Havia 10kg de salsicha vencida e 860g de peito de peru, 900g de milho, 3kg e 200g de arroz sem especificação de validade. Ausência do Livro de Reclamações.

- Planos e Papos (Rua Beneditinos, 20): Produtos vencidos: um pacote de 500g de espaguete instantâneo, um pacote de 500g de yakisoba, 1 kg de sobremesa láctea com coco (beijinho) desde março, 1kg de sobremesa láctea com amendoim (cajuzinho) desde junho. Duas lixeiras estavam abertas e sem tampa na cozinha.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia