PM é preso após balear pai e filho por causa de linha de pipa

Leandro Pontes Valentim atirou em Wagner Simões e Wagner Luís Costa Simões durante discussão em rua de Irajá

Por paulo.gomes

Rio - Um policial militar está preso administrativamente após balear pai e filho durante uma discussão por conta de uma linha de pipa. O caso aconteceu no final da tarde de terça-feira, no bairro de Irajá, na Zona Norte. Segundo informações da PM, Leandro Pontes Valentim, de 36 anos, chegava de moto na Rua Nuno de Andrade, quando foi atingido por uma linha chilena que estava sendo usado por um menino de 10 anos. Ao questionar os responsáveis sobre o fato, teve início uma briga e ele efetuou três disparos, atingindo Wagner Simões e o mecânico Wagner Luís Costa Simões.

O pai foi baleado na perna e levado para o PAM de Irajá. Já o filho, de 26 anos, foi atingido na barriga e encaminhado para o Hospital Estadual Getúlio Vargas, na Penha, onde foi medicado e teve alta. O Comando do Grupamento Aeromóvel (GAM), onde o policial é lotado, instaurou um procedimento sumário para averiguar as circunstâncias do fato.

O caso foi registrado como lesão corporal na 27ªDP (Vicente de Carvalho). A arma do PM e a linha chinela, que é proibida por lei, foram apreendidas. De acordo com a Polícia Militar, Leandro Pontes ficará preso até o fim da apuração, que deve acontecer até a próxima sexta-feira.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia