Aristóteles Drummond: O novo Andreazza

Gestor presente e estudioso, ataca todas áreas afetas a seu ministério com igual entusiasmo

Por Aristóteles Drummond*

Aristóteles Drummond, colunista do DIA
Aristóteles Drummond, colunista do DIA -
O ministro Tarcísio Gomes de Freitas é o fenômeno desta equipe ministerial. Trabalhador incansável, hábil, simples, percorre o país inteiro visitando e inaugurando obras. Tem a habilidade de se fazer acompanhar dos políticos da região. Tem consciência do grau de sucateamento que os governos do PT relegaram a infraestrutura de transportes e o planejamento do setor, que é fundamental para a retomada do crescimento.

Gestor presente e estudioso, ataca todas áreas afetas a seu ministério com igual entusiasmo. É o primeiro a apoiar fortemente o segmento ferroviário, facilitando a retomada de obras, reformulando concessões e tornando, assim, possíveis novos investimentos. Falta apenas o projeto ligando por trens modernos , não necessariamente de alta velocidade em todos os trechos, integrando Rio-São Paulo e Belo Horizonte, fechando um triângulo de grande importância econômica.

Temos, enfim, uma política de governo a incentivar o transporte marítimo, especialmente a cabotagem, por meio de licitações de mais de 20 portos espalhados pelo país, em parceria com estados. Os resultados serão sentidos no curto prazo na economia nacional. Um dos gargalos do chamado custo Brasil desaparecerá.

Nos aeroportos, o novo ano vai marcar a grande privatização, dependendo apenas de medidas administrativas da Receita e Polícia Federal, para facilitar a movimentação de passageiros nos principais portões de entrada no país. Não se admite receber turistas com demora de até uma hora na checagem de passaportes e controle alfandegário. O Brasil ainda é dos poucos países a não ter uma linha prioritária no embarque de passageiros de Executiva ou cartões top das empresas aéreas.

E as estradas, abandonadas por anos, estão sendo refeitas pela retomada de obras paradas. O sucesso de concluir, conforme prometido, a BR-163 no trecho do Pará, de acesso aos portos que escoam a soja, é emblemático nesta determinação de trabalhar e apresentar resultados. Um tento pouco divulgado.

Tivemos dois notáveis ocupando a pasta dos transportes no passado recente. Mário Andreazza, um gigante como Ministro de três governos, homem de visão e ação, e seu sucessor e auxiliar, Eliseu Resende. Como esta dupla, o ministro Tarcísio já garantiu seu lugar na história.

Para completar, seu sucesso não desperta ciúmes, pois o homem é discreto, desprovido de vaidades e ambições. Tem a admiração do Executivo e do homem simples.

Tanta discrição e simplicidade, com tanta eficiência, pode levá-lo longe.
*Aristóteles Drummond é jornalista
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Aristóteles Drummond, colunista do DIA Divulgação
Aristóteles Drummond, colunista do DIA Divulgação

Comentários