Roberta França: Já pintou o verão! Como idosos podem aproveitar a estação, sem descuidar da saúde!

Esse calor excessivo pode causar problemas de saúde em todos nós, mas especialmente em idosos e crianças. Por isso, é preciso redobrar a atenção para os cuidados com idosos no verão

Por Roberta França*

Roberta França
Roberta França -
O Brasil é um país tropical que alcança temperaturas acima dos 40°C em algumas cidades. Especialmente a cidade do Rio de Janeiro tem apresentado não só altas temperaturas como sensação térmica que ultrapassam os 50ºC!!!

Esse calor excessivo pode causar problemas de saúde em todos nós, mas especialmente em idosos e crianças. Por isso, é preciso redobrar a atenção para os cuidados com idosos no verão.

As altas temperaturas podem provocar problemas como desidratações, quedas bruscas de pressão, indisposições alimentares e infecções respiratórias, isso porque com o envelhecimento vários mecanismos de controle naturais do organismo se tornam menos eficientes. Assim, familiares e cuidadores devem tomar medidas preventivas que possam garantir aos idosos mais saúde e conforto nos dias quentes de verão.

Vamos a algumas dicas fundamentais:

• Evite a exposição solar nos horários onde o sol está excessivamente quente entre 10 e 15h. Abuse do protetor solar de alto fator e sempre que possível use camisas com filtro UV. Bonés, óculos de sol e até sombrinhas são itens indispensáveis.

• As roupas devem ser leves, confortáveis e abertas, preferencialmente de algodão e em cores claras. Não esqueça que a roupa de cama também é importante. Tire aquela colcha que o idoso adora e substitua por um lençol leve.

• Apesar da maioria dos idosos detestarem ar condicionado e ventiladores procure usa-los se o ambiente estiver quente e abafado. Nos dias de baixa umidade relativa do ar, faça uso do umidificador também, para deixar o espaço mais fresco.

• O banho deve ser o mais fresco possível para não ferir a pele e para manter a temperatura corporal ideal.

• Os exercícios físicos são sempre bem-vindos, mas devem evitar os horários mais quentes do dia e dar preferência para atividades refrescantes, como a hidroginástica e a natação. Para quem prefere as caminhadas, opte pelas primeiras horas do dia ou à noite, quando a temperatura tende a ficar mais amena. Já os ambientes de academia que tem sistema de ar condicionado, toda hora é hora. Só não vale ficar parado.

• A alimentação é sempre um problema. Idosos já tendem a um grau de recusa alimentar e nessa época, eles e nós também temos muita dificuldade em comer. Não se preocupe! Mais importante que comer é estar muito bem hidratado. Opte por alimentos leves, frescos e preferencialmente frios ou gelados. O idoso aceita melhor, sem contar que comida quente dificulta a digestão. Ofereça pequenas porções a cada 2 ou 3h. Quanto menor o prato menos chance ele tem de recusar. Os sucos naturais e sorvetes também podem ser explorados. Faça vitaminas, milk-shakes, sopas frias. O fato da comida ser liquida ou pastosa não diminui em nada seu valor nutricional. Na dúvida, fale com seu geriatra e também com a nutricionista. Eles estarão aptos a ajudar.

• E claro A ÁGUA!!! A necessidade diária de líquidos é de 30 ml para cada quilo de peso: a recomendação média é do consumo de água de, no mínimo, 1 litro e meio por dia (8 copos). Podem ser oferecidos sucos, chás, água de coco, isotônicos. ATENÇÃO: não oferte água em grandes quantidades, pois a recusa é imediata! Pequenos copos com 200 ml são ótimas alternativas. Separe uma garrafa de 1.5 L para cada idoso da casa. É importante que ele veja a quantidade de água que está bebendo ao longo do dia e também uma forma da família ter esse controle.

• E para terminar, todo mundo sabe, mas não custa relembrar: cerveja não hidrata, pelo contrário, o álcool interfere com o hormônio antidiurético, fazendo com se perca, pela urina, até duas vezes o que a pessoa bebeu!!

Todo esse cuidado não tem erro!! O verãozão está garantido sua típica alegria: cores, sabores, muita vida, férias, festas e saúde!
*Roberta França é geriatra e psiquiatra
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários