Cerimônia de Entrega de Espadins aos Cadetes da Turma Bicentenário da Independência do Brasil em 2019 - Marcos Corrêa/PR
Cerimônia de Entrega de Espadins aos Cadetes da Turma Bicentenário da Independência do Brasil em 2019Marcos Corrêa/PR
Por O Dia
Publicado 16/10/2020 11:00 | Atualizado 16/10/2020 21:57
A Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) realiza neste sábado (17) a tradicional Cerimônia de Entrega de Espadins aos cadetes da Turma Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil. A cerimônia será realizada às 11h, no Pátio Tenente Moura, com a presença restrita de convidados, autoridades civis e militares. Como já é tradição, o Presidente da República Jair Bolsonaro deve participar do evento.
Realizada desde 1932, a cerimônia de entrega da réplica reduzida da Espada de Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro, em 2020, contemplará 441 cadetes oriundos de todo o Brasil e de Nações Amigas, sendo 399 do sexo masculino e 42 do sexo feminino.
Publicidade
Do efetivo de cadetes, 15 são da Região Norte, 41 do Nordeste, 36 do Centro-Oeste, 258 do Sudeste e 77 do Sul. A cidade de Resende está sendo representada por 7 cadetes.
Dos 14 cadetes estrangeiros, 3 são de Moçambique, 2 de Senegal, 2 do Panamá, 2 Vietnã, 2 Namíbia e 3 Camarões.
Publicidade
O Espadim inspira seus alunos por representar uma parte importante do uniforme histórico do cadete e ser o símbolo da Honra Militar por mais uma etapa vencida na trajetória de formação do futuro oficial combatente de carreira. O primeiro colocado da Turma do 1º Ano é o cadete Rafael dos Santos LELIS, 19 anos, natural de Lins, SP.
CUIDADOS COM A COVID-19
Por conta da pandemia da COVID-19, o evento, inicialmente previsto para agosto, teve de ser adiado. Ainda assim, acontecerá com importantes medidas sanitárias preventivas.
Publicidade
A exemplo do que já tem sido adotado na rotina da vida acadêmica, a AMAN irá implementar ações como a desinfecção prévia e posterior das instalações, a triagem inicial e contínua que visa a verificação do estado de saúde dos convidados, a distribuição de folders informativos sobre as medidas adotadas e a importância da adesão de todos, a higienização das mãos e sapatos, a restrição do número de participantes, o cancelamento do tradicional baile do Espadim, entre outras medidas para mitigar casos de coronavírus no interior da Academia.