Rio das Ostras recebe do Estado 600 testes rápidos para Covid-19

A realização dos testes de detecção de anticorpos contra o Covid-19 permite o retorno dos profissionais de saúde e segurança ao trabalho

Por Divulgação

Na última segunda-feira, foi iniciada a testagem no Centro de Triagem (Extensão do Bosque), Pronto-Socorro e UPA 24h
Na última segunda-feira, foi iniciada a testagem no Centro de Triagem (Extensão do Bosque), Pronto-Socorro e UPA 24h -
Rio das Ostras - Dentro do cenário atual da Saúde Pública, que gira em torno do novo Coronavírus, surgem muitos questionamentos e dúvidas, principalmente, no que diz respeito aos testes rápidos para Covid-19, que são mais uma estratégia de enfrentamento à doença. Em Rio das Ostras, a Secretaria de Saúde tem se empenhado para garantir um diagnóstico preciso dos casos suspeitos e já realizou a compra de 2.500 testes, com previsão de entrega para o mês de maio.

De antemão, a boa notícia é que na última quinta-feira, dia 29, o Município recebeu 600 testes rápidos enviados pelo Governo do Estado. Seguindo os critérios de indicação do Ministério da Saúde, esses exames estão sendo encaminhados, prioritariamente, para testagem de profissionais da Saúde que estão na linha de frente do enfrentamento contra o Covid-19 e familiares de sintomáticos de casos positivos. Uma parte desses testes já foi direcionada ao Hospital Municipal e, nesta segunda-feira, foi iniciada a testagem no Centro de Triagem (Extensão do Bosque), Pronto-Socorro e UPA 24h.

“É um momento difícil que estamos passando na Saúde Pública e seguimos com as medidas de prevenção. Entendemos a importância destes testes para o diagnóstico do Covid-19, mas precisamos seguir os critérios do Ministério da Saúde em relação à testagem, priorizando os grupos mais vulneráveis. Os outros 2.500 testes devem chegar ainda este mês e vamos analisar os grupos prioritários”, ressalta a secretária de Saúde de Rio das Ostras, Dra. Jane Blanco.

NOTA TÉCNICA – Segundo Nota Técnica do Ministério da Saúde recebida na primeira semana do mês de abril pela Secretaria de Saúde de Rio das Ostras, no dia 20 de março, foi declarado em todo o território nacional, o estado de transmissão comunitária da doença. Isso significa que o vírus está circulando em todo o país e aproximadamente 80% dos casos apresentarão quadros leves, podendo ser manejados com medidas simples de controle de sintomas.

Contudo, tais pessoas transmitem o vírus, necessitando permanecer em isolamento domiciliar por 14 dias para evitar a propagação da doença. Isolamento dos contatos domiciliares também é medida recomendada para reduzir a disseminação do vírus.

Porém, observa-se que não há consenso global sobre a melhor estratégia para aplicação de testes de rastreamento populacional para o Covid-19, bem como medidas de testagem. Então, torna-se essencial definir população específica para testagem. Portanto, sendo os profissionais da Saúde a força de resposta essencial nesse momento (assim como os profissionais de segurança pública), é importante que sejam adotadas medidas que mantenham a atuação dos profissionais de saúde e segurança e manutenção das medidas de controle para proteção efetiva.

CONCLUSÃO DO MINISTÉRIO – A realização dos testes de detecção de anticorpos contra o Covid-19 permite o retorno dos profissionais de saúde e segurança ao trabalho e que medidas de isolamento, acompanhamento e intervenção possam ser realizadas com maior acerto.

Do total da população brasileira, identificou-se entre os trabalhadores que atuam na Atenção Primária à Saúde (APS), nos serviços de urgência, emergência e internação, nos profissionais de segurança pública e nos contatos domiciliares daqueles que atuam em Saúde os grupos a serem priorizados, que totalizam quase 14 milhões de brasileiros.

A partir desse cenário, o Ministério da Saúde pretende disponibilizar, gradualmente, testes rápidos para detecção de anticorpos contra Covid-19 aos serviços de Saúde, recomendando a sua realização, em pessoas sintomáticas, que se enquadrem em uma das seguintes categorias: profissionais de saúde em atividade; profissionais de segurança pública em atividade; pessoas com diagnóstico de Síndrome Gripal que resida no mesmo domicílio de um profissional de saúde ou segurança em atividade.

AMPLIAÇÃO – A ampliação da testagem para outros grupos populacionais faz parte da resposta nacional de enfrentamento da pandemia e está subordinada à sua dinâmica no País e à capacidade operacional dos serviços de Saúde, conforme futuras recomendações.

A distribuição dos testes pelo Ministério da Saúde para as Secretarias Estaduais atende aos seguintes parâmetros: número de casos confirmados do Estado; tipologia do município segundo o IBGE; total de profissionais de saúde e total de profissionais de segurança pública.

Compete aos Estados a distribuição dos testes aos municípios. Recomenda-se que os testes sejam disponibilizados aos pontos das Redes de Atenção à Saúde com maior contato com pacientes suspeitos de Covid-19, sendo hospitais; serviços de urgência/emergência, unidades de pronto atendimento; Unidades Básicas de Saúde, que ficam responsáveis pela realização do teste.

Comentários