Por luana.benedito

Rio - O Procon Estadual autuou, nesta quinta-feira, dois mercados em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. De acordo com os agentes, 286 kg de alimentos impróprios para o consumo foram descartados. 

Na Casa Tevere, na Rua Domingues de Sá, n°166, em Icaraí,  havia 171kg de produtos diversos, sendo 150kg só de bacalhau cozido sem informação da validade, além de 6kg de orelha de porco, 13kg de costela e 2kg de recheio para salgados. O local também não tinha certificado de potabilidade da água. Os fiscais deram prazos de 24 horas para a comprovação da limpeza da caixa d'água e de 15 dias para a apresentação do certificado.

Procon descarta mais de 280 kg de alimentos impróprios para consumo em NiteróiDivulgação

Já no Novo Rio, na Rua Santa Rosa, nº 25, em Santa Rosa, além de 115kg de alimentos impróprios para o consumo, o mercado estava com as duas câmaras frigoríficas em condições precárias de higiene: piso, paredes e teto com mofo; rachaduras; buracos; acúmulo de água; pallets de madeira — a lei estabelece que os suportes devem ser de plástico; ferrugem nos ganchos e prateleiras; restos de alimentos no chão; porta enferrujada e quebrada. O local também não tinha certificado de potabilidade da água. Os agentes do Procon deram um prazo de 15 dias para os reparos, sob pena de interdição.

Procurada pelo DIA, o gerente da Casa Tavere informou que os alimentos estavam cozidos porque seriam usados em pratos para serem comercializados nesta quinta-feira. De acordo com ele, o certificado da água não estava no local porque ele pertence ao condomínio que o mercado pertence e ainda ressaltou que as mudanças estão sendo feitas para atender as exigências do orgão. No Novo Rio, até o momento não foi encontrado nenhum responsável para falar sobre as irregularidades.

Você pode gostar