Informe: Supervia, Odebrecht e Carioca

Deputados que votaram que estado assumisse dívida receberam doações

Por O Dia

Dez, dos 30 deputados estaduais que votaram a favor de que o estado assumisse dívida de R$ 39 milhões da SuperVia com a Light, em 2015, receberam doações eleitorais da Carioca Engenharia. A Carioca, que pagava propina em forma de mesada ao ex-governador Sérgio Cabral, é parceira da Odebrecht em diversos empreendimentos no estado. A Odebrecht, por sua vez, é dona da SuperVia.

O deputado Márcio Pacheco (PSC), por exemplo, recebeu doações tanto da Carioca quanto da Odebrecht na corrida eleitoral para a Assembleia Legislativa em 2014. Legais, as doações foram registradas no Tribunal Superior Eleitoral.

Por dentro e por fora
De acordo com a delação de Benedicto Júnior, a Odebrecht pagou R$ 2 milhões a um executivo da Light para abater R$ 9 milhões referentes a outra dívida.

Doadores assíduos
Do grupo que recebeu doação da Carioca e votou favoravelmente à SuperVia/ Odebrecht em 2015, oito receberam doações da Cervejaria Itaipava, oito do ministro dos Esportes, Leonardo Picciani (PMDB), e oito do deputado federal Marco Antônio Cabral (PMDB).

Ausência
Michel Temer decidiu não ir, hoje, à solenidade do governo que premiará o juiz Sérgio Moro — ministro da Defesa, Raul Jungmann incluiu o magistrado no Corpo de Graduados Especiais da Ordem do Mérito Militar. O presidente, que nos últimos anos frequentou a cerimônia que marca o Dia do Exército, nega que a ausência hoje ocorra por conta da presença de Moro. Citado na Lava Jato, Temer, caso comparecesse, entregaria a medalha ao juiz.

Justificativa
Temer afirma que passará o dia em eventos relacionados às reformas da Previdência e Trabalhista. Quer ficar conhecido como o presidente das reformas.

Uerj
Apesar da crise e de ainda estar no ano letivo de 2016, a Uerj manterá o vestibular este ano para o ingresso de alunos. O primeiro exame de qualificação será 16 de julho. O segundo, 17 de setembro. A prova discursiva ocorrerá no início de dezembro.

Doador
Marcelo Crivella (PRB) abriu mão de seus três primeiros salários como prefeito — R$ 18.983,96 mensais. Decidiu doar a quantia a uma estudante de nove anos da rede municipal que não tem ambas as pernas. O dinheiro será usado para a compra de próteses.

Guarda-sol a R$ 30
O Procon Carioca diz que barracas na praia podem cobrar o preço que quiser pelo aluguel de guarda-sol e venda de alimentos. Basta divulgar no cardápio.

Últimas de Rio De Janeiro