Mais Lidas

'Paz de A a Z' homenageia cidadãos e policiais mortos pela violência

Evento aconteceu após três dias da chegada dos 8,5 mil homens das Forças Armadas na cidade

Por thiago.antunes

Rio - A busca pela paz na cidade do Rio de Janeiro é o motivo do encontro mensal em praças cariocas pelo grupo "Paz de A a Z". Neste domingo, a praça ao lado da Paróquia São José da Lagoa, foi palco desta edição que homenageou os cidadãos e os policiais mortos por conta da violência, além dos agentes da Lagoa Presente. O evento acontece após três dias da chegada dos 8,5 mil homens das Forças Armadas na cidade. Uma mensagem e um abraço coletivo finalizaram o encontro.

Aberto ao público, o evento contou com a presença da Banda da Polícia Militar, dos clubes da Lagoa e do Grupo Escoteiros do Rio de Janeiro. Os presentes cantaram músicas e orações pela paz. E a grande surpresa do dia foi a chegada pelas águas da Lagoa Rodrigues de Freitas da imagem de Nossa Senhora, carregada pelo paratleta Thomaz Magalhães pelo Comodoro do Clube Naval, Almirante Monteiro.

O grupo nasceu em uma reunião de amigas preocupadas com a situação do Rio de Janeiro e segundo Clara Magalhães, uma das fundadoras, a mudança só será possível com atitudes coletivas. "Tanta violência, tantas mortes! Temos que ajudar o mundo, o Brasil e o nosso Rio a ter mais paz. Com a paz nos nossos corações podemos alcançar um mundo melhor", disse Clara.

O encontro teve a parceria da Arquidiocese do Rio de Janeiro. Padre Omar, coordenador dos eventos de massa e pároco da Igreja São José da Lagoa, conta que a iniciativa conquistou os Bispos do Brasil: "No encontro em Aparecida (do Norte), o grupo Paz de A a Z gravou um vídeo com o arcebispo do Rio, cardeal Dom Orani João Tempesta, em nome dos bispos da cidade, incentivando os fiéis a se reunirem nas praças para poderem rezar pela paz", contou o padre.

Reportagem da estagiária Bruna Motta, sob supervião de Maria Inez Magalhães

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia