Mais Lidas

Suspeito de estupro usou carro cadastrado na Uber para atacar adolescente

Homem de 22 anos foi preso no Engenho da Rainha

Por thiago.antunes

Rio - O homem de 22 anos suspeito de estuprar uma jovem de 14, na manhã do dia 29 de outubro, usou um carro cadastrado no aplicativo Uber para atacar a adolescente. O crime aconteceu na Avenida Pastor Martin Luther King Júnior, na altura da estação de metrô do Engenho da Rainha, Zona Norte do Rio, por volta das 6h30. Segundo o delegado Fábio Dantas, titular da 44ª DP (Inhaúma), o criminoso abordou a jovem em uma calçada, dizendo estar armado. A menina estava a caminho de fazer uma prova de concurso. 

Homem foi preso por suspeita de estuproKarilayn Areias/ Agência O DIA

O homem fez graves ameças e estapeou seu rosto da jovem, que entrou no carro e foi estuprada no banco de trás do veículo. Ele liberou a vítima nas proximidades do Cemitério de Inhaúma. Logo depois, a jovem entrou num posto de combustíveis e pediu ajuda aos funcionários, que chamaram a polícia. Ela foi encaminhada a um hospital da região, onde tomou um coquetel de remédios para gravidez e doenças sexualmente transmissíveis.

Segundo Dantas, o carro estava cadastrado em nome de outra pessoa. O proprietário alugava o veículo para um segundo motorista, que por sua vez o emprestava para o suspeito — banido da Uber em abril deste ano por ter notas muito baixas. Ele foi preso após os agentes rastrearem o veículo até sua residência, também no Engenho da Rainha.

O homem negou ter estuprado a jovem mas, ao notar que a polícia tinha imagens das câmeras de segurança da região, ele confessou o crime. Procurada, a Uber informou que "o crime não está ligado ao uso da tecnologia, visto que não aconteceu durante uma viagem."

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia