Servidor público preso por tráfico

Por O Dia

Agentes da 78ª DP (Fonseca) prenderam na manhã de ontem, o ex-candidato a vereador de São Gonçalo e funcionário da Secretaria Estadual de Saúde Wanderson Marins Dinelly, o Wandinho, de 36 anos, acusado de integrar uma organização criminosa que abastecia favelas da Região Metropolitana com insumos e materiais destinados à embalagem de drogas.

Na ação, Igor Corrêa Palma, 21, responsável pela logística da organização, também foi preso. Ele e Wandinho vão responder por associação para o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro.

Segundo as investigações, apenas em janeiro a quadrilha teve lucro líquido de cerca de R$ 120 mil. Os policiais descobriram ainda que os valores obtidos com a atividade ilícita eram investidos em bens imóveis e veículos, os quais foram identificados e rastreados, podendo ser objeto de sequestro judicial.

Em uma das residências de Wanderson, que é dono de duas grandes casas de festas em São Gonçalo, os agentes encontraram grande quantidade de material destinado ao tráfico de drogas. De acordo com a polícia, Wandinho comprava insumos no atacado, direto de fábricas de São Paulo, e revendia para a maioria das favelas do Rio, como Nova Brasília e Complexo do Salgueiro. O empresário ainda oferecia serviços com entrega programada.

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro