Operação no Alemão termina com mais de meia tonelada de drogas apreendidas

Além das drogas, dois criminosos foram presos e um ficou ferido durante confronto

Por O Dia

Drogas apreendidas pelo Batalhão de Ações com Cães
Drogas apreendidas pelo Batalhão de Ações com Cães -

Rio - A operação da Polícia Militar em conjunto com a Coordenadoria de Polícia Pacificadora no Morro do Alemão, na Zona Norte do Rio, terminou com dois criminosos presos, um ferido e mais de meia tonelada de drogas apreendidas. A ação contou com o apoio de agentes do Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE), Batalhão de Polícia de Choque (BPChq), Batalhão de Ações com Cães (BAC) e Grupamento Aeromóvel (GAM).

De acordo com a PM, o Bope atuou no Morro do Alemão, o BPChoque na Nova Brasília, policiais de UPPs nos morros do Adeus e da Baiana e policiais da Unidade de Engenharia, Demolição e Transporte (UEDT) do Bope no Morro do Adeus na remoção de barreiras colocadas por criminosos em vias públicas. Na ação, um criminoso ficou ferido em confronto e socorrido ao Hospital Estadual Getúlio Vargas; dois criminosos presos Foram apreendidos três pistolas; um artefato explosivo; uma tornozeleira eletrônica; 234 tabletes de 2.5 kg cada; oito tabletes de maconha de 1 kg e 1320 barras de maconha, com aproximadamente 10 gramas cada.

Moradores da região relataram intenso tiroteio na comunidade desde o início da operação. "Muito tiro mesmo, parecia ser dentro de casa", contou um morador. "Estou ouvindo muitos tiros. Eu resido na Avenida Itaoca, em Bonsucesso", disse outro. "Estou saindo agora e os tiros estão constantes, em Inhaúma", afirmou mais um, em um bairro próximo. "Muitos tiros. Moro em Olaria e estou assustada", postou um quarto.

Devido ao intenso tiroteio, a Light, companhia responsável pelo fornecimento de energia elétrica na região, informou que tiveram danos nos transformadores. Com isso, o Complexo do Alemão ficou sem energia em alguns pontos.

Em nota, a Light ainda ressaltou que só entrará na comunidade para realizar os reparos necessários quando o tiroteio terminar e houver condição de segurança.

 

Últimas de Rio de Janeiro