Degase apura denúncia de tortura contra adolescentes em unidade de Volta Redonda

Três internos teriam sido agredidos por agente da unidade. Registro foi feito após visita de promotora da Infância e da Juventude

Por O Dia

Degase apura denúncia de tortura em unidade de Volta Redonda
Degase apura denúncia de tortura em unidade de Volta Redonda -

Rio - O Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase) apura a denúncia de agressão e tortura contra três adolescentes internos praticado por um agente na última quarta-feira, no Centro de Socioeducação Irmã Asunción de La Gándara Ustara, em Volta Redonda, no Sul Fluminense. De acordo com o jornal Foco Regional, o registro de ocorrência foi feito por uma promotora da Infância e da Juventude, que esteve na unidade no dia seguinte e ouviu relatos dos menores. 

Ainda segundo o portal de notícias, testemunhas relataram que os adolescentes apresentavam hematomas. Eles foram submetidos a exame de corpo de delito no Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE). 

Em nota, o Degase informou que qualquer denúncia que chegue ao departamento é prontamente apurada. "Em todos os casos, são abertos processos de sindicância pela Corregedoria e, quando necessário, encaminhamento para apuração criminal via Ministério Público, com o devido registro na delegacia de polícia. Ressaltamos que o departamento repudia qualquer ato de violência que possa ocorrer nas unidades de atendimento socioeducativo", disse o órgão no texto. 

"Além disso, as unidades recebem visitas da Defensoria Pública e Comissariado do Poder Judiciário, além das inspeções do Ministério Público, Conselhos de Direito e demais mecanismos de controle. Todas as exigências para melhoria no atendimento aos adolescentes são prontamente atendidas", completou. 

Segundo a Polícia Civil, o inquérito está em andamento e o caso é investigado pela 93ª DP (Volta Redonda). 

 

Últimas de Rio de Janeiro