Prefeitura suspende pedágio da Linha Amarela

Decisão afirma que a concessionária que administra a vida fez cobranças irregulares que somam mais de R$ 200 milhões

Por O Dia

Catracas da Linha Amarela foram levantadas na quinta, por decisão da prefeitura, mas no dia seguinte, Justiça retomou cobrança de R$ 7,20
Catracas da Linha Amarela foram levantadas na quinta, por decisão da prefeitura, mas no dia seguinte, Justiça retomou cobrança de R$ 7,20 -

Rio - A Prefeitura do Rio suspendeu, nesta quinta-feira, a cobrança do pedágio da Linha Amarela, no sentido Fundão, por 19 meses. O decreto foi publicado ao meio-dia no Diário Oficial. De acordo com a decisão, a prefeitura afirma que a Lamsa – empresa que administra a via expressa – fez cobranças irregulares que somam mais de R$ 200 milhões.

Segundo a prefeitura, a ausência do pedágio é uma forma de devolver o valor referente a cobranças indevidas das obras de infraestrutura que resultaram em aumentos no prazo do contrato e de tarifas concedidas indevidamente.

O decreto determina, também, que a Secretaria Municipal de Transportes e a Controladoria Geral do Município aprofundem a auditoria para detalhar gastos que ainda não estão devidamente esclarecidos pela concessionária. Dessa forma, os valores a serem ressarcidos podem aumentar.

Procurada, a Lamsa informou que repudia a atitude da Prefeitura do Rio e irá contestar a decisão de forma judicial. "A concessionária reafirma que cumpre rigorosamente seu contrato de concessão há 21 anos. Assim como todo o grupo Invepar, a Lamsa tem um compromisso com a ética, a transparência e a integridade em todas as suas relações, seja com o poder concedente, com seus usuários ou fornecedores".

Veja no vídeo abaixo o momento em que as cancelas do pedágio foram levantadas!

Galeria de Fotos

Catracas da Linha Amarela foram levantadas na quinta, por decisão da prefeitura, mas no dia seguinte, Justiça retomou cobrança de R$ 7,20 Marcio Mercante / Agência O Dia
A cobrança do pedágio foi suspensa no sentido Fundão Maíra Coelho

Últimas de Rio de Janeiro