Bom Velhinho se despede em grande estilo na Zona Oeste

Depois de distribuir 300 presentes, em Realengo, ator que faz Papai Noel há 25 anos passa seu cajado para artista mais jovem

Por Antonio Augusto Puga

Limachem Cherem percorreu Realengo pela última vez em seu 'trenó'
Limachem Cherem percorreu Realengo pela última vez em seu 'trenó' -

Rio - Chegou a hora de o Papai Noel se aposentar. Não o Bom Velhinho que mora no Polo Norte, mas seu representante no Rio de Janeiro, o ator Limachem Cherem, de 62 anos, que durante 25 anos encarnou o personagem e ontem distribuiu 300 brinquedos pelas ruas de Realengo. O cajado vai para alguém mais jovem, com disposição para realizar sonhos e levar esperança para as pessoas.

No lugar do trenó puxado pelas renas, a versão carioca vai em uma carroça puxada por um cavalo. Para as crianças e adultos, o importante é ver o Bom Velhinho. "Cumpri a promessa que fiz há muitos anos, quando vivia nas ruas e nunca tinha ganhado um brinquedo no Natal. Desde 1993 vivo este personagem, mas existe um momento que é preciso parar", explicou Cherem.

O menino pobre de Barra Mansa que virou ator não nega que Papai Noel é seu melhor personagem. "Dormi muito pouco esta noite, mas compensa ver nos olhos das crianças e até mesmo dos adultos o quanto Papai Noel representa para essas pessoas. É uma magia que me emociona", contou ele, que ainda não revelou o nome de seu sucessor.

Para se transformar em Papai Noel, Limachem veste uma roupa desenhada por sua mulher, e que pesa em torno de 15 quilos. "É quente e pesada, mas vale a pena. Vou sentir saudades, o coração vai ficar apertado, mas é hora de dar lugar a uma outra pessoa", destacou.

Homenagem

O trajeto da carroça do Papai Noel até uma praça em Realengo incluiu uma parada na Escola Municipal Tasso Silveira, onde em 2011, um ex-aluno invadiu o local e matou 12 estudantes. Anualmente, Cherem faz uma homenagem às vítimas, reverenciando as estátuas das crianças colocadas no pátio da escola.

Na Praça Parque Real, Júlia Gomes Alóquio, 9 anos, aguardava ansiosa a chegada do Papai Noel. "Estou feliz de ter ficado perto dele".

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro