WhatsApp substitui número 1746

Retirada de entulho, serviços contra a dengue e inservíveis são pedidos por aplicativo

Por O Dia

Atendimento no 1746 será feito por WhatsApp
Atendimento no 1746 será feito por WhatsApp -

Rio - A Central de Atendimento 1746, responsável por concentrar as demandas da população e encaminhá-las para os órgãos da prefeitura, substituiu os telefonemas ligados aos serviços de remoção de entulho e bens inservíveis e de prevenção de focos de dengue por mensagens instantâneas no WhatsApp. Agora, ao invés de ligar para o 1746 e solicitar um desses serviços, o cidadão deve enviar uma mensagem para (21) 98909-1746. Pode também entrar no Portal 1746 (www.1746.rio), ou baixar o aplicativo 1746 disponível para Android e IOS. Em até 10 minutos o pedido é acolhido.

A iniciativa faz parte de um conjunto de medidas adotadas pelo governo municipal para redução do valor do contrato do 1746, central de atendimento privado mais solicitada historicamente. O atendimento pelo WhatsApp está em fase de testes e ajustes.

O requerente deve responder a questões básicas, digitando as opções 1 ou 2, como se faz com o discador automático. Em instantes, a central de mensagens instantâneas pede dados pessoais, como CPF e nome completo, além do número de sacolas para remoção, no caso do serviço de remoção de entulho e bens inservíveis - máximo de 150.

De acordo com a prefeitura, as mudança vão gerar uma economia de mais de R$ 700 mil mensais. O cidadão que não possuir nenhum tipo de acesso à internet para utilizar o WhatsApp, portal 1746 ou aplicativo 1746, deve procurar a Região Administrativa mais próxima de sua residência para solicitar serviços.

A central foi criada no governo Eduardo Paes, em 2011, e em sete anos registrou mais de 15 milhões de atendimentos. São oferecidos mais de 1,5 mil tipos de serviços e informações, como iluminação pública, limpeza urbana e assistência social. A ideia é transformar o cidadão numa espécie de 'síndico da cidade'.

Os serviços mais pedidos pelos moradores são: remoção de entulhos, fiscalização de estacionamento irregular, reparo de lâmpada apagada e limpeza urbana. A satisfação da população com o 1746 já alcançou 94% em relação aos serviços disponibilizados.

O atendente Ariel Fernando dos Santos, de 23 anos, há dois anos no cargo, atende 70 ligações em média por dia e coleciona histórias.

"Eu ouço o que o cidadão tem a dizer, como se fosse um psicólogo. De maneira geral, o convívio com o cidadão é muito bom", atestou.

"A Central 1746 proporciona ao cidadão facilidade de comunicação, além da possibilidade de acompanhamento de prazos dos serviços. O contribuinte sabe que a prefeitura está registrando o que ele está demandando e serve ainda como subsídios para ações de políticas públicas", completou Ariel.

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro