Mulher é presa tentando vender munição de fuzil no Getúlio Vargas

Ela foi presa em flagrante e a ocorrência foi encaminhada para a Central de Garantias Norte, na Cidade da Polícia

Por O Dia

Material teria sido trazido da Travessa São Vicente de Paula, na Vila Cruzeiro
Material teria sido trazido da Travessa São Vicente de Paula, na Vila Cruzeiro -

Rio - Um mulher foi presa em flagrante, na tarde desta sexta-feira, tentando vender munições de fuzil dentro do Hospital Getúlio Vargas, na Penha, Zona Norte do Rio. Segundo a polícia, ela disse que estava grávida e seria mulher de um traficante da Vila Cruzeiro, no Complexo da Penha. O material teria sido trazido da Travessa São Vicente de Paula, Estradinha, também na Vila Cruzeiro. 

De acordo com a Polícia Militar, policiais da Superintendência de Inteligência da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) prenderam a mulher no interior do Hospital Getúlio Vargas, na Penha, tentando vender 200 munições calibre 7,62 para fuzil AK-47. Para realizar a transação, ela teria recebido R$ 500. A ocorrência foi encaminhada para a Central de Garantias Norte, na Cidade da Polícia.

Últimas de Rio de Janeiro