Jovem tem ossos do rosto quebrados a golpes de pá pelo ex-namorado

O agressor atacou Estefani por não aceitar o fim do relacionamento, e vítima permanece internada

Por Gabriel Sobreira

Estefani está internada após ser agredida pelo ex-namorado com golpes de pá de pedreiro
Estefani está internada após ser agredida pelo ex-namorado com golpes de pá de pedreiro -

Rio - Estefani Gomes Tognochi, de 19 anos, foi agredida pelo ex-namorado com golpes de pá de pedreiro na cabeça e rosto após terminar o relacionamento com ele, na última quinta-feira. O caso aconteceu na antiga Estrada dos Índios, em Angra dos Reis, na Região da Costa Verde, Sul do estado. Após a agressão, o ex a jogou em um matagal achando que a jovem havia morrido. Vizinhos a encontraram e a socorreram.

A jovem está muito machucada e continua internada no Hospital Geral da Japuíba, em Angra, aguardando vaga para ser transferida para o Rio. O agressor está foragido. O caso foi registrado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) como tentativa de feminicídio.

"Eles ficaram juntos só duas semanas, e ele começou a agredir a minha sobrinha. Ele ameaçava matá-la, então ela foi ficando com medo de separar", conta uma tia da jovem, que pediu para não ser identificada.

Segundo ela, quando Estefani resolveu terminar o relacionamento, o ex-namorado a puxou pelo braço. "Ele veio com a pá e deu no rosto dela. Enquanto batia, ele falava que se ela não fosse dele, não seria de mais ninguém", conta a tia.

A tia contou que Etefani tem problemas de saúde e toma remédio controlado. "Como ela tem crise convulsiva e toma remédio controlado, ela ficou imóvel depois que ele bateu nela. Ele achou que minha sobrinha estava morta e fugiu. Ele então a jogou no mato perto da pista. Uma vizinha viu e chamou o Corpo de Bombeiros e a levaram para o hospital", acrescenta ela.

Após ser agredida, Estefani foi jogada pelo e-namorado em um matagal à beira da estrada e socorrida por vizinhos - Arquivo Pessoal

Segundo a família, os médicos proibiram Estefani de falar devido às lesões na face. Ela estaria com vários ossos quebrados. "Ela fala que está doendo muito e fica o tempo todo dopada. O médico até a proibiu também de falar muito sobre o assunto porque se emociona bastante", lamenta a tia.

 

Vítima sofre duas vezes

Ela contou que tem recebido muito apoio de familiares, amigos e até de desconhecidos, mas também a sobrinha tem sofrido críticas. "Algumas pessoas já perguntaram 'como ela percebeu que o cara era assim?'. Ninguém vem com letreiro na testa de 'sou bandido', 'sou agressor', 'sou usuário de drogas'. Os homens têm que se por no lugar deles. Mulher nenhuma merece isso. Fiquei sabendo que minha sobrinha já é a terceira vítima dele, que bate até na mãe, mas ela diz que caiu da escada. Agressão contra a mulher tem que acabar", deseja indignada.

--

Galeria de Fotos

Estefani está internada após ser agredida pelo ex-namorado com golpes de pá de pedreiro Arquivo Pessoal
Após ser agredida, Estefani foi jogada pelo ex-namorado à beira da estrada e socorrida por vizinhos Arquivo Pessoal
Estefani aguarda transferência para um hospital do Rio para tratar as fraturas Arquivo Pessoal

Comentários

Últimas de Rio de Janeiro