Polícia investiga desaparecimento de mulher na Baixada Fluminense

Ela foi vista pela última vez por volta das 15h de sábado, antes de seguir para o sítio da família em Queimados

Por *Luiza Ferraz

Cristiane Pecene, de 39 anos, está desparecida desde o último sábado
Cristiane Pecene, de 39 anos, está desparecida desde o último sábado -

Rio - A Polícia Civil investiga o desaparecimento de Cristiane Pecene Gonçalves dos Santos, de 39 anos, vista pela última vez no sábado. O caso foi registrado inicialmente na 58ª DP (Posse) e encaminhado à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), que possui um setor próprio para cuidar de casos de pessoas desaparecidas na região.

Segundo o marido de Cristiane, Emerson Santos, ela estava encarregada de fechar a loja de material de construção do casal, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, que funcionou normalmente até às 15h. Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento mostram que ela saiu do local às 14h50 e seguiu em direção ao sítio da família em Queimados, conforme combinado anteriormente com o marido.

Cristiane Pecene saindo da loja do casal - Reprodução

Emerson conta que começou a ficar preocupado quando, por volta de 18h, a esposa ainda não tinha aparecido ou ligado. Segundo ele, o casal tinha um casamento naquele dia e por isso ele havia saído mais cedo da loja e deixado a chave com ela, pois ia cortar o cabelo.

Ele decidiu ir procurá-la mas, quando chegou ao sítio às 21h, não encontrou nada de diferente do normal. "Quando eu olhei, vi o carro lá dentro. Aí eu entrei e chamei pela casa, mas ninguém atendia. (Eu) gritei 'Cris, Cristiane' e ninguém respondeu. Foi quando começou a bater o desespero e eu comecei a gritar pelo sítio", lembrou.

Mas Emerson afirma que a possibilidade de ela ter desaparecido não passou pela sua cabeça. "Eu pensei que (ela) tivesse passado mal, comido alguma fruta ruim e caído pelo sítio, procurava ela com lanterna."

Depois das tentativas de busca pela propriedade, o marido de Cristiane decidiu olhar dentro do carro para tentar entender o que tinha acontecido. "Eu achei os todos os documentos dela dentro da carteira, no banco do carona, só não achei a identidade, a habilitação e o plano de saúde, e vi o celular dela no modo avião no banco do carona. Quando eu dei a volta para ver o banco do motorista, vi que a chave estava no banco."

Segundo Emerson, a esposa sempre teve um temperamento explosivo, mas ele diz que ela não chegaria a ao ponto de fugir. "Ela sempre foi uma boa mãe, boa esposa, inteligente, boa empresária, amorosa. Nunca teve nenhum tipo de surto. Tinham os estresses do dia a dia, mas como qualquer um tem, coisa de marido e mulher que, em 20 minutos, estava resolvido", explicou.

Emerson e Cristiane, vista pela última vez no sábado (12) - Reprodução/Facebook

O marido é pastor em uma igreja evangélica. O casal mora na Posse, em Nova Iguaçu, e tem dois filhos, um menino de 10 anos e uma menina de 15, que estavam na Região dos Lagos com os avós durante o fim de semana. Cristiane foi vista pela última vez com uma camiseta branca de manga, com detalhes em cinza, calça jeans azul escura, tênis branco e uma bolsa quadrada.

Os apelos para tentar encontrar Cristiane começaram pelas redes sociais, com posts contendo informações sobre ela e números de contato. Milhares de pessoas compartilharam as publicações. Mas, ao mesmo tempo, surgiram também informações de que ela já teria sido encontrada - o que pode até mesmo atrapalhar a investigação. Emerson fez um vídeo na noite do último domingo desmentindo essa versão, que já ganhava força. "Notícias falsas estão rolando na internet dizendo que ela foi encontrada, está em casa. Isso é uma inverdade, ela não foi encontrada ainda", relata no vídeo que já tem 1,5 mil compartilhamentos e mais de 402 mil visualizações.

Quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro de Cristiane, deve entrar em contato com a DHBF ou pelo número (21) 96971-9229.

*Estagiária sob supervisão de Thiago Antunes

Galeria de Fotos

Cristiane Pecene, de 39 anos, está desparecida desde o último sábado Reprodução
Emerson e Cristiane, vista pela última vez no sábado (12) Reprodução/Facebook
Cristiane Pecene saindo da loja do casal Reprodução

Últimas de Rio de Janeiro