Traição tem perdão? Nem sempre a separação é o caminho

Assim como Débora Nascimento e José Loreto, outros casais também superaram puladas de cerca do parceiro

Por Isabelle Rosa

José Loreto e Débora Nascimento passam fim de semana juntos
José Loreto e Débora Nascimento passam fim de semana juntos -

Rio - 'Já que desonrei nossa família, isso ia acontecer um dia. Uma hora as coisas vem à tona. Eu aceito o seu não. Traição não tem perdão', os versos da música de Marília Mendonça podem até retratar a história de alguns términos de relacionamento, mas há quem perdoe traição, sim. Pelo menos é o que parece que aconteceu com José Loreto e Débora Nascimento. Após uma suposta traição totalmente exposta pela mídia, o casal deu indícios de que tenha dado uma nova chance ao amor. Convenhamos que não é nada fácil lidar com o turbilhão de sentimentos após uma pulada de cerca, mas nem sempre a separação se torna o única opção para resolver o problema do casal.

Assim como a atriz Débora Nascimento, a digital influencer Sarah Poncio viu sua traição se tornar pública. Apesar dos julgamentos, ela não se deixou abalar e voltou para o marido, o cantor Jonathan Couto. "Fui ensinada que o perdão é uns dos sentimento mais nobres que uma pessoa possa ter, que nos liberta, evita amarguras de alma e nos deixa mais leve e feliz. Muito sentimentos ruins me cercaram, como revolta, angústia. Mas mesmo sofrendo busquei o perdão", diz ela, que é mãe de José, de 2 anos, e João, de 5 meses. Segundo ela, os filhos pesaram na decisão, mas não foram um dos fatores principais para a reconciliação. "Eu tinha que fazer isso por mim", afirma.

Após os momentos ruins, o amor falou mais alto e o relacionamento entre Sarah e Jonathan se fortaleceu. "Ficamos mais amigos, mais parceiro um do outro e construímos um grande valor em nossa relação. A cumplicidade", garante.

Essa também foi uma forma de Sarah e Jonathan discutirem a relação. "Temos que nos conhecer profundamente e construir um vínculo de confiança em meio a muita desconfiança. Isso se faz no dia a dia. Me tornei uma pessoa mais forte, mais completa e mais independente. Aprendi a depender de mim mesma. Me considero outra pessoa", frisa.

O mesmo aconteceu com a psicóloga Cássia Morais, de 55 anos. Após 24 anos de casada, ela descobriu que foi traída pelo marido, em 2014. "Sempre falei que nunca ia perdoar uma traição. Paguei minha língua", comenta ela, que detalha como descobriu a existência da 'outra'. "Foi por acaso. Fizemos uma viagem para o Nordeste de 15 dias, quando retornamos, dois dias depois, ele falou que ia beber com os amigos do trabalho. Quando deu 2h da madrugada e ele não voltava para casa, peguei o celular da nossa filha e liguei. Foi quando ouvi uma voz de mulher", revela ela.

Antes do perdão, um período turbulento passou pela vida de Cássia. "Ele errou e pagou um preço alto. Eu cheguei a entrar com o divórcio. Os amigos do trabalho dele ficaram do meu lado, a minha família também. Até a polícia eu tive acionar, porque em um fim de semana (de pulada de cerca), ele levou nossas filhas uma de 15 anos e a outra de 10 anos e a amante. Deu bebidas alcoólicas para elas. Elas chegaram em casa bêbadas. Coloquei no carro e levei para a delegacia. Dei parte dos dois, minhas filhas tiveram que fazer exame toxicológicos no IML. Foram dois meses de separação, mas foram bem frenéticos", recorda ela, que só voltou a ter contato com o marido, na época, porque erma obrigados a dividir o mesmo teto. A casa estava no nome do casal. "Ele voltou só como pai das minhas filhas. Como marido demorou uns 6 meses e eu exigi exames até HIV. Falei que ele tinha que me conquistar como fez quando éramos namorados. Nesse período eu também fui procurar ajuda psicológica, pois eu tinha quase tirado minha própria vida", conta.

Passado esse período de turbulência, o amor, enfim, prevaleceu. "De coração, estamos muito melhor do que antes. Tudo mudou entre nós, nossa relação hoje é muito mais forte. Fui muito criticada, mas eu fiz o que meu coração pedia. E vi a força que eu tenho como mulher, porque eu nessa situação toda me vi sozinha com duas filhas e uma casa para cuidar sem ajuda dele. Hoje, sou totalmente independente financeiramente, comecei a olhar para mim como mulher. E não apenas como mãe, esposa e dona de casa. Foi muito difícil, mas valeu apena. E ele também aprendeu a dar mais valor a nossa família. Não sai mais para beber só com os amigos. Hoje, saímos em grupo com vários casais", confessa ela, que é mãe de Vitória, de 20 anos, e Viviane de 15 anos.

Mais comum do que parece

Assim como Débora Nascimento e José Loreto, outros famosos também passaram por cima de traições e continuaram suas histórias de amor. Foi o caso da ex-morena do É o Tchan Scheila Carvalho e do cantor Beto Salles. A dançarina passou quase dois meses confinada no reality show “A Fazenda”, da Record, em 2013, e quando saiu descobriu que estava sendo traída pelo marido.

Tudo se resolve na base da conversa

O psicólogo Bruno Cesar Sousa diz que tem fatores importantes para um casal conseguir se reconciliar após uma traição. "O primeiro é conversar bem sobre o que aconteceu. Um grande problema da traição são os não ditos. São os espaços que a gente preenche com a nossa imaginação. Por mais difícil que seja essa conversa, um casal que pretende passar por isso, tem a intenção de estar junto, é bem importante que essa confiança seja retomada. Com o outro sendo capaz de conversar honestamente", comenta.

De acordo com o profissional, o segundo passo é externar os sentimentos: "Às vezes a gente tem medo de diante a uma situação dessa de dizer o que a gente está sentindo. Vão ter raivas, mágoas, palavras mais duras nessa conversa, mas ela é muito importante".

É importante perdoar de verdade

Mas, ainda de acordo com Bruno Cesar Souza, não adianta passar por estes dois passos sem perdoar. "É importante que a pessoa que foi traída entenda que pra você poder continuar no relacionamento com qualidade, é preciso realmente ser capaz de perdoar o que aconteceu. Passar por cima é uma coisa que não vai ter muito efeito, porque você guarda uma mágoa. Em qualquer briga, isso volta", diz Bruno.

E, sim, é possível que o relacionamento melhore depois de tanta turbulência. "Depois de um tempo ela é capaz de tornar um relacionamento melhor. Porque há ali uma falha, algo que fez com que o casal se desconectasse. Muitas vezes você vai ter uma traição em que já há uma desconexão entre os dois, há um desinteresse de ambas as partes. Às vezes é por comodismo, por crenças, porque aprendeu que isso não se faz", afirma.

Para não cair na rotina...

A sexóloga Cristiane Yokoyama ensina a reacender a chama do relacionamento, mas alerta que sempre haverá rotina. "Não necessariamente a traição acontece porque a relação esfriou. Existem outros fatores que trazem a questão, por exemplo, a falta de valores morais. Mas a gente sempre fala que tirar o pesar da rotina, criar situações diferentes e apimentar a relação, sempre vai ser um ponto a mais para você ficar longe desses desejos por outra pessoa", diz.

A conversa é um aspecto importante, até mesmo quando o assunto é sexo. "É bom sair daquele espaço do quarto, da casa pensar, quem sabe, uma novidade, ir para um motel que é diferente, fazer uma viagem...Isso é um investimento na relação totalmente necessário" afirma.

Ela ainda dá dicas de como melhorar a relação no dia a dia e evitar supostas traições. "Isso tudo sempre vai ajudar a reacender a chama da paixão, porque a paixão tem um tempo limitado de no máximo uns 2 anos, mas o amor não. O amor perdura por uma vida inteira. Esse processo de reconquista também é uma valorização para você. Você vai estar se obrigando a se olhar, a se questionar. São descobertas para os dois", diz

Colaborou Leonardo Rocha

Galeria de Fotos

José Loreto e Débora Nascimento passam fim de semana juntos Reprodução
José Loreto e Débora Nascimento passam fim de semana juntos Reprodução
Sarah Poncio e a família reprodução do Instagram
Sarah Poncio e o marido, o cantor Jonathan Couto reprodução do Instagram
Scheila Carvalho segue casada com Beto Salles Reprodução do Instagram
Giovanna Ewbank perdoou traição de Gagliasso Reprodução do Instagram
Débora Nascimento expulsou José Loreto de cas TV Globo / Divulgação
Traição tem perdão? Nem sempre a separação é o caminho O Dia - Rio de Janeiro

Traição tem perdão? Nem sempre a separação é o caminho

Assim como Débora Nascimento e José Loreto, outros casais também superaram puladas de cerca do parceiro

Por Isabelle Rosa

José Loreto e Débora Nascimento passam fim de semana juntos
José Loreto e Débora Nascimento passam fim de semana juntos -

Rio - 'Já que desonrei nossa família, isso ia acontecer um dia. Uma hora as coisas vem à tona. Eu aceito o seu não. Traição não tem perdão', os versos da música de Marília Mendonça podem até retratar a história de alguns términos de relacionamento, mas há quem perdoe traição, sim. Pelo menos é o que parece que aconteceu com José Loreto e Débora Nascimento. Após uma suposta traição totalmente exposta pela mídia, o casal deu indícios de que tenha dado uma nova chance ao amor. Convenhamos que não é nada fácil lidar com o turbilhão de sentimentos após uma pulada de cerca, mas nem sempre a separação se torna o única opção para resolver o problema do casal.

Assim como a atriz Débora Nascimento, a digital influencer Sarah Poncio viu sua traição se tornar pública. Apesar dos julgamentos, ela não se deixou abalar e voltou para o marido, o cantor Jonathan Couto. "Fui ensinada que o perdão é uns dos sentimento mais nobres que uma pessoa possa ter, que nos liberta, evita amarguras de alma e nos deixa mais leve e feliz. Muito sentimentos ruins me cercaram, como revolta, angústia. Mas mesmo sofrendo busquei o perdão", diz ela, que é mãe de José, de 2 anos, e João, de 5 meses. Segundo ela, os filhos pesaram na decisão, mas não foram um dos fatores principais para a reconciliação. "Eu tinha que fazer isso por mim", afirma.

Após os momentos ruins, o amor falou mais alto e o relacionamento entre Sarah e Jonathan se fortaleceu. "Ficamos mais amigos, mais parceiro um do outro e construímos um grande valor em nossa relação. A cumplicidade", garante.

Essa também foi uma forma de Sarah e Jonathan discutirem a relação. "Temos que nos conhecer profundamente e construir um vínculo de confiança em meio a muita desconfiança. Isso se faz no dia a dia. Me tornei uma pessoa mais forte, mais completa e mais independente. Aprendi a depender de mim mesma. Me considero outra pessoa", frisa.

O mesmo aconteceu com a psicóloga Cássia Morais, de 55 anos. Após 24 anos de casada, ela descobriu que foi traída pelo marido, em 2014. "Sempre falei que nunca ia perdoar uma traição. Paguei minha língua", comenta ela, que detalha como descobriu a existência da 'outra'. "Foi por acaso. Fizemos uma viagem para o Nordeste de 15 dias, quando retornamos, dois dias depois, ele falou que ia beber com os amigos do trabalho. Quando deu 2h da madrugada e ele não voltava para casa, peguei o celular da nossa filha e liguei. Foi quando ouvi uma voz de mulher", revela ela.

Antes do perdão, um período turbulento passou pela vida de Cássia. "Ele errou e pagou um preço alto. Eu cheguei a entrar com o divórcio. Os amigos do trabalho dele ficaram do meu lado, a minha família também. Até a polícia eu tive acionar, porque em um fim de semana (de pulada de cerca), ele levou nossas filhas uma de 15 anos e a outra de 10 anos e a amante. Deu bebidas alcoólicas para elas. Elas chegaram em casa bêbadas. Coloquei no carro e levei para a delegacia. Dei parte dos dois, minhas filhas tiveram que fazer exame toxicológicos no IML. Foram dois meses de separação, mas foram bem frenéticos", recorda ela, que só voltou a ter contato com o marido, na época, porque erma obrigados a dividir o mesmo teto. A casa estava no nome do casal. "Ele voltou só como pai das minhas filhas. Como marido demorou uns 6 meses e eu exigi exames até HIV. Falei que ele tinha que me conquistar como fez quando éramos namorados. Nesse período eu também fui procurar ajuda psicológica, pois eu tinha quase tirado minha própria vida", conta.

Passado esse período de turbulência, o amor, enfim, prevaleceu. "De coração, estamos muito melhor do que antes. Tudo mudou entre nós, nossa relação hoje é muito mais forte. Fui muito criticada, mas eu fiz o que meu coração pedia. E vi a força que eu tenho como mulher, porque eu nessa situação toda me vi sozinha com duas filhas e uma casa para cuidar sem ajuda dele. Hoje, sou totalmente independente financeiramente, comecei a olhar para mim como mulher. E não apenas como mãe, esposa e dona de casa. Foi muito difícil, mas valeu apena. E ele também aprendeu a dar mais valor a nossa família. Não sai mais para beber só com os amigos. Hoje, saímos em grupo com vários casais", confessa ela, que é mãe de Vitória, de 20 anos, e Viviane de 15 anos.

Mais comum do que parece

Assim como Débora Nascimento e José Loreto, outros famosos também passaram por cima de traições e continuaram suas histórias de amor. Foi o caso da ex-morena do É o Tchan Scheila Carvalho e do cantor Beto Salles. A dançarina passou quase dois meses confinada no reality show “A Fazenda”, da Record, em 2013, e quando saiu descobriu que estava sendo traída pelo marido.

Tudo se resolve na base da conversa

O psicólogo Bruno Cesar Sousa diz que tem fatores importantes para um casal conseguir se reconciliar após uma traição. "O primeiro é conversar bem sobre o que aconteceu. Um grande problema da traição são os não ditos. São os espaços que a gente preenche com a nossa imaginação. Por mais difícil que seja essa conversa, um casal que pretende passar por isso, tem a intenção de estar junto, é bem importante que essa confiança seja retomada. Com o outro sendo capaz de conversar honestamente", comenta.

De acordo com o profissional, o segundo passo é externar os sentimentos: "Às vezes a gente tem medo de diante a uma situação dessa de dizer o que a gente está sentindo. Vão ter raivas, mágoas, palavras mais duras nessa conversa, mas ela é muito importante".

É importante perdoar de verdade

Mas, ainda de acordo com Bruno Cesar Souza, não adianta passar por estes dois passos sem perdoar. "É importante que a pessoa que foi traída entenda que pra você poder continuar no relacionamento com qualidade, é preciso realmente ser capaz de perdoar o que aconteceu. Passar por cima é uma coisa que não vai ter muito efeito, porque você guarda uma mágoa. Em qualquer briga, isso volta", diz Bruno.

E, sim, é possível que o relacionamento melhore depois de tanta turbulência. "Depois de um tempo ela é capaz de tornar um relacionamento melhor. Porque há ali uma falha, algo que fez com que o casal se desconectasse. Muitas vezes você vai ter uma traição em que já há uma desconexão entre os dois, há um desinteresse de ambas as partes. Às vezes é por comodismo, por crenças, porque aprendeu que isso não se faz", afirma.

Para não cair na rotina...

A sexóloga Cristiane Yokoyama ensina a reacender a chama do relacionamento, mas alerta que sempre haverá rotina. "Não necessariamente a traição acontece porque a relação esfriou. Existem outros fatores que trazem a questão, por exemplo, a falta de valores morais. Mas a gente sempre fala que tirar o pesar da rotina, criar situações diferentes e apimentar a relação, sempre vai ser um ponto a mais para você ficar longe desses desejos por outra pessoa", diz.

A conversa é um aspecto importante, até mesmo quando o assunto é sexo. "É bom sair daquele espaço do quarto, da casa pensar, quem sabe, uma novidade, ir para um motel que é diferente, fazer uma viagem...Isso é um investimento na relação totalmente necessário" afirma.

Ela ainda dá dicas de como melhorar a relação no dia a dia e evitar supostas traições. "Isso tudo sempre vai ajudar a reacender a chama da paixão, porque a paixão tem um tempo limitado de no máximo uns 2 anos, mas o amor não. O amor perdura por uma vida inteira. Esse processo de reconquista também é uma valorização para você. Você vai estar se obrigando a se olhar, a se questionar. São descobertas para os dois", diz

Colaborou Leonardo Rocha

Galeria de Fotos

José Loreto e Débora Nascimento passam fim de semana juntos Reprodução
José Loreto e Débora Nascimento passam fim de semana juntos Reprodução
Sarah Poncio e a família reprodução do Instagram
Sarah Poncio e o marido, o cantor Jonathan Couto reprodução do Instagram
Scheila Carvalho segue casada com Beto Salles Reprodução do Instagram
Giovanna Ewbank perdoou traição de Gagliasso Reprodução do Instagram
Débora Nascimento expulsou José Loreto de cas TV Globo / Divulgação