Mais Lidas

Justiça nega pedido de liberdade para PM que agrediu dona de lanchonete em Jacarepaguá

Augusto César Lima Santana foi filmado dando socos, chutes e pontapés contra a mulher

Por O Dia

Cabo agrediu dona de lanchonete por erro em pedido
Cabo agrediu dona de lanchonete por erro em pedido -

Rio - O Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) negou o pedido de liberdade feito pela defesa do cabo da PM Augusto César Lima Santana, que foi filmado espancando a dona de uma lanchonete de Jacarepaguá, na última quinta-feira. Lotado no 9º BPM (Rocha Miranda), o agente deu socos, chutes e pontapés contra a mulher, por causa de um pedido entregue errado.

A decisão de negar o pedido de habeas corpus foi dada pela juíza Maria Izabel Pena Pieranti, do plantão judiciário. Em sua defesa, ela disse que a liberdade do cabo é "absolutamente incabível, ao menos por ora".

Câmaras de segurança do local flagraram as agressões do PM - WhatsApp O DIA 98762-8248

O caso aconteceu no início da madrugada de quinta, na lanchonete Núbia Lanches, em Curicica, na Zona Oeste do Rio. As agressões foram flagradas pelas câmeras de segurança do local. Com uma arma na mão, a todo o momento ele dá socos contra a cabeça da vítima, de 24 anos.

Os envolvidos no caso prestaram depoimento na 32ª DP (Taquara), que investiga o caso. De acordo com o delegado Maurício Mendonça, o PM alegou que ficou insatisfeito com o erro da lanchonete. Ele vai responder por lesão corporal, ameaça e falsidade ideológica.

Caso aconteceu na madrugada de quinta-feira - Antonio Augusto Puga / Agência O DIA

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Cabo agrediu dona de lanchonete por erro em pedido Estefan Radovicz / Agência O DIA
Câmaras de segurança do local flagraram as agressões do PM WhatsApp O DIA 98762-8248
Caso aconteceu na madrugada de quinta-feira Antonio Augusto Puga / Agência O DIA

Comentários