Advogados de filho de Flordelis abandonam defesa

Flávio dos Santos, que está preso desde o dia 20 de junho, confessou ter atirado seis vezes em Anderson do Carmo Souza

Por RAFAEL NASCIMENTO

Flávio dos Santos Rodrigues também responderá na Justiça por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito
Flávio dos Santos Rodrigues também responderá na Justiça por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito -
Rio - No começo da tarde desta terça-feira os três advogados — Maurício Mayr, Flávio Crelier e Anderson Rollemberg — que defendiam Flávio dos Santos Rodrigues, de 38 anos, filho da deputada federal Flordelis dos Santos de Souza (PSC) decidiram que não farão mais parte da defesa. Flávio — que está preso desde o dia 20 de junho e que confessou ter atirado seis vezes em Anderson do Carmo Souza — já teria sido informado da decisão dos defensores. Essa é a segunda baixa em menos de 48 horas de advogados que defendiam o homem. O motivo da decisão não foi informado. Os advogados haviam pedido ao ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), acesso ao inquérito, o que foi concedido.

No começo da tarde de ontem, Alexandra Menezes — que também defendia o filho adotivo do pastor Anderson do Carmo, assassinado em junho — decidiu que não iria mais partir do caso. Alexandra alegou foro íntimo, deixando o caso por motivos pessoais. Segundo a lei, após protocolar o pedido de desligamento do processo, a advogada ainda deve permanecer na defesa do acusado por mais dez dias.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários