Moradores passam transtornos com buracos no Grajaú

Eles relatam também que vazamentos de esgotos que não são resolvidos

Por Marina Cardoso

Rio de Janeiro - RJ  - 27/07/2019 - O Dia no Seu Bairro - na foto, Fernando Cruz, Rua Borda do Mato, Grajau, zona norte do Rio -  foto: Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Rio de Janeiro - RJ - 27/07/2019 - O Dia no Seu Bairro - na foto, Fernando Cruz, Rua Borda do Mato, Grajau, zona norte do Rio - foto: Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia -

Rio - Os moradores do Grajaú, na Zona Norte, têm sofrido com ruas esburacadas e vazamentos de esgoto em várias localidades. Eles relatam que já entraram em contato com os órgãos públicos, mas tudo fica na promessa e nada é solucionado. 

Na Rua Comendador Martinelli, por exemplo, uma cratera se abriu e ocupa parte do logradouro desde abril. Ao lado de um bueiro de águas pluviais, começou pequena, mas nas chuvas de 8 de abril deste ano foi ampliada. 

Passados quase quatro meses, o buraco permanece lá. Por duas vezes, conforme os moradores, funcionários da Rio Águas e Cedae estivaram no local. Técnicos da Secretaria Municipal de Conservação (Seconserva) já drenaram a água que empoça. Mas não deram resposta de quando o problema será resolvido.

Para a advogada Karla Porto, 48 anos, moradora de uma casa próxima ao buraco, o problema tem tirado o sono de todos na região. "Daqui a 11 dias, vão completar quatro meses que a cratera está aberta e não vemos solução. A prefeitura sabe disso aqui há meses. Parece que eles estão esperando uma tragédia. É esgoto a céu aberto, é caso de saúde pública", reclama Karla. 

A autônoma Elisandra Queiroz, 41 anos, mora perto da área da cratera e relata os problemas provocados pelo imenso buraco na rua. "Desde que foi aberto, o número de mosquitos aumentou consideravelmente e também o cheiro ruim que fica, principalmente para os moradores próximos dali", desabafou.

Além disso, Elisandra se queixa da coleta de lixo que ficou prejudicada por conta da cratera. "Devido ao buraco, o caminhão de lixo não consegue passar por um trecho e a coleta fica prejudicada", diz.

Na Rua Borda do Mato, os moradores se queixam dos buracos e de vazamentos de esgoto e de água potável. O aposentado Josias Xavier, 74, conta que o problema piora em dias de chuva. "A água já invadiu casas e carros, inclusive o meu. Com o vazamento de esgoto, fica cheiro insuportável. Vieram mas fizeram uma improvisação", afirma. 

A Comlurb informou que faz serviços de limpeza e coleta três vezes por semana, que a Rua Borda do Mato tem quatro contêineres para o despejo de resíduos. A companhia explicou que fez jardim com pneus, e que o lixo é jogado fora dos contêineres e dos dias e horário da coleta.

Com relação ao buraco na Rua Comendador Martinelli, a Cedae alegou que foi causado pelo rompimento de galeria de águas pluviais e que conserto de tubulação e reposição do pavimento não são de responsabilidade dela. Quanto aos vazamentos na Rua Borda do Mato, técnicos irão ao local nas próximas 24 horas.

Sobre o buraco na Rua Comendador Martinelli, a Secretaria de Conservação pediu para que os moradores entrem em contado com a pasta."Técnicos da Conservação farão vistoria na Rua Borda do Mato para programar os serviços necessários", informou.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Rio de Janeiro - RJ - 27/07/2019 - O Dia no Seu Bairro - na foto, Fernando Cruz, Rua Borda do Mato, Grajau, zona norte do Rio - foto: Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Karla Porto: "Problema tira sono de todos na região" Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia
Na Rua Comendador Martinelli, a cratera ocupa boa parte da rua há quase quatro meses. Moradores reclamam da falta de resposta Reginaldo Pimenta
Fernando da Cruz: "É muito lixo acumulado" Reginaldo Pimenta / Agencia O Dia

Comentários