Morador de rua que matou dois a facadas na Lagoa já tinha passagem por ataque com faca

Segundo informações, ele atacou seguranças de um prédio da TV Globo, localizado no Jardim Botânico, em janeiro de 2016. Plácido tem outros três registros contra ele, um por agressão e outros dois por desacato e resistência

Por O Dia

Morador de rua atacou três pessoas com faca na Lagoa, causando a morte de duas. Ação da PM será averiguada por sindicância da corporação
Morador de rua atacou três pessoas com faca na Lagoa, causando a morte de duas. Ação da PM será averiguada por sindicância da corporação -
Rio - O morador de rua Plácido Correa de Moura, 44 anos, que matou duas pessoas esfaqueadas e feriu uma terceira na Lagoa, na Zona Sul, já tinha uma passagem pela polícia por outro ataque com faca, ocorrido em janeiro de 2016. Segundo informações, ele atacou seguranças de um prédio da TV Globo, localizado no Jardim Botânico.
Além desta ocorrência, Plácido, que está internado sob custódia no Hospital Miguel Couto, tem outros três registros contra ele, um por agressão e outros dois por desacato e resistência. Em outubro de 2017, o morador de rua atacou a tijoladas um homem que passava pela Praça Marcos Tamoyo, no mesmo trecho onde aconteceu o ataque deste domingo.
Em fevereiro do ano passado, ele foi detido por desacato e resistência após ser abordado por policiais, também no mesmo local. O outro episódio contra agentes de segurança pública ocorreu em outubro de 2018 e foi enviado ao Juizado Especial Criminal, mas o processo está em processo de arquivamento, há que o morador de rua nunca foi encontrado.
O ataque com faca causou a morte do engenheiro João Carvalho Napoli, de 35 anos, que estava em um carro acompanhado da sua namorada, a bióloga Caroline Azevedo Moutinho, 29, também ferida. O educador físico Marcelo Henrique Correa Reais, de 39 anos, que foi ajudar o casal acabou sendo atacado e morto. No momento, já havia PMs de três batalhões no local.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários