Governo realiza mutirão de saúde em Instituto Penal de Bangu

Na instituição Plácido Sá Carvalho, foram feitos 635 atendimentos médicos e 60 odontológicos

Por O Dia

Foram feitos 635 atendimentos médicos e 60 odontológicos
Foram feitos 635 atendimentos médicos e 60 odontológicos -
Rio - A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) realizou neste sábado um mutirão de saúde no Instituto Penal Plácido Sá Carvalho, no Complexo de Gericinó, em Bangu. Na ocasião, foram feitos 635 atendimentos médicos e 60 atendimentos odontológicos.

O mutirão é uma parceria da Seap com o projeto “Amor que cura no cárcere”, da Ordem dos Franciscanos da Igreja Católica. Participaram da ação nove médicos, seis enfermeiros, seis dentistas, três acadêmicos de medicina e oito servidores da Secretaria de Estado de Saúde. Além disso, dezesseis voluntários deram apoio à ação.
"Esses mutirões são um avanço e uma grande ajuda na prevenção de doenças, controle dos pacientes crônicos e das doenças infecto-contagiosas nas unidades prisionais. É um acréscimo de grande valor às ações realizadas pela equipe de saúde da Seap, pois fornece dados epidemiológicos de cada unidade, o que nos ajuda ao preparar planos de ações específicas no enfrentamento às doenças de maior incidência", comentou José Perrota de Carvalho, subsecretário de Tratamento Penitenciário.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários