O sonho de estudar gastronomia se torna realidade no Senac

Turma formada por 25 homens e mulheres transexuais se forma em técnicas para ajudante de cozinha

Por O Dia

Turma de homens e mulheres trans se formou em curso de gastronomia oferecido pelo Senac RJ
Turma de homens e mulheres trans se formou em curso de gastronomia oferecido pelo Senac RJ -

Rio - Desde pequena, Christal Focatrua (nome social) já demonstrava interesse pela gastronomia. Proibida pela mãe de exercer qualquer função na cozinha, a jovem nunca deixou de acreditar que um dia se tornaria uma chef profissional. Na última quinta-feira (12), ela deu o primeiro passo em busca do sonho. Aos 23 anos, Christal acaba de receber o certificado do curso de técnicas para ajudante de cozinha, ministrado pelo Senac RJ, e fruto de uma parceria entre a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Além de promover empregabilidade para pessoas em grupos de risco que sofrem constantes discriminações, seja racial, por gênero, social ou por orientação sexual, o projeto 'Cozinha e Voz' tem o objetivo de fortalecer esses grupos e promover a inclusão produtiva através de uma formação profissional e técnica.

"Estou muito feliz com essa oportunidade. Apesar de ainda ser minha primeira experiência, já posso dizer que é a realização de um sonho. Só tenho a agradecer às pessoas e instituições que acreditam em nós. Elas nos deram uma chance de mostrarmos nosso talento", disse Christal. A jovem ainda não está empregada na área, mas projeta o futuro. "Quem sabe não abro meu próprio restaurante?", completa. 

Chance de aprendizado

Presidente da Fecomércio RJ, Antonio Florêncio de Queiroz Júnior, frisou a importância do projeto. "O Senac RJ estará sempre de portas abertas para todos. Por isso, acreditamos na igualdade, inclusive de gênero. As pessoas precisam de oportunidades. É aí que entra a formação técnica, o conhecimento, a busca pelo aprendizado. É o que nós oferecemos. Um projeto como esse é de total importância para uma sociedade que deseja um mundo melhor", disse.

Outra aluna que saiu feliz com o resultado obtido no curso é Aline Sabrina (nome social), de 27 anos. Formada em dança, a jovem também acaba de ter sua primeira experiência no ramo da gastronomia. "Queria aprender algo diferente. Como sempre gostei de cozinhar achei que essa pudesse ser uma boa hora. Espero não parar por aqui", conta Aline.

O grupo teve encontros com diversos empregadores. Esta etapa foi promovida pela chef Paola Carosella. Fundadora do projeto, a jurada do programa MasterChef Brasil (Band), também marcou presença na formatura dos alunos. "Sei que estamos passando por momentos difíceis. Então, quero parabenizar vocês pela coragem de subir aqui. De andar nas ruas. De acreditarem em vocês mesmos", disse Paola ao subir no palco para a entrega dos certificados.

Vale ressaltar que o projeto tem algumas fases que incluem oficina de poesia, acolhimento, capacitação técnica e acompanhamento e auxílio na recolocação profissional. Nos últimos três anos, já foram formadas mais de 230 pessoas, entre os estados São Paulo, Bahia, Goiás e Mato Grosso do Sul, além do Rio.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Turma de homens e mulheres trans se formou em curso de gastronomia oferecido pelo Senac RJ Divulgação
A dançarina Aline decidiu que era hora de conhecer outra área Divulgação
Christal sempre sonhou em trabalhar no ramo da gastronomia Divulgação

Comentários