Criminosos gravam vídeo com farda da Polícia Militar

Gravação teria sido feita por acusado de tráfico de drogas em Angra dos Reis

Por

Um homem apontado como traficante pela polícia e identificado como Alex Ozório foi filmado por um comparsa vestido com parte de uma farda da Polícia Militar e segurando um fuzil. O autor da imagem, feita em Angra dos Reis, na Costa Verde, é Júnior Gertrudes de Oliveira, o Juninho Corta Cabeça. Ele seria líder do tráfico de uma comunidade no município e possui nove mandados de prisão por tráfico e homicídio.

No vídeo, Corta Cabeça apresenta o grupo. "Estamos aqui. Eu, meu molequinho, duas pistolas: uma que perderam o pente e eu tomei porque perderam. E a Glock que me devolveram. Não é igual à minha, não, camuflada. Eu tô com a maior saudade dela", diz Corta Cabeça que, segundo a Polícia Civil, recebeu o apelido após decapitar uma vítima.

De acordo com o delegado Celso Gustavo Ribeiro, titular da 166ª DP (Angra dos Reis), criminosos costumam utilizar fardas para confundir a população. "Isso iria facilitar uma falsa blitz, por exemplo, onde parariam os carros para roubar. Sobre o Corta Cabeça, somente este ano já pedimos seis mandados de prisão contra ele, por vários crimes", afirmou.

O inquérito da delegacia, instaurado no início da semana, pretende identificar todos os homens que aparecem na filmagem.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários