Condomínios em alerta com a qualidade da água

Preocupados, síndicos têm procurado serviços particulares para analisar o produto

Por Gustavo Monteiro

O síndico Carlos Bottino tem feito análises diárias da água consumida
O síndico Carlos Bottino tem feito análises diárias da água consumida -

Rio - Morador do condomínio Jardim Iaraquã, em Campo Grande, Ricardo Celso, de 66 anos, tem apenas água mineral na geladeira. "Desde o começo da semana, eu e meu filho mais velho tivemos problemas intestinais. Então, prefiro não arriscar". A apreensão tem a ver com o cheiro forte e a cor escura da água, que afeta bairros das zonas Norte e Oeste do Rio desde o último dia 6.

O síndico Carlos Bottino afirma que tem feito análises diárias da água que abastece os 400 apartamentos. "A qualidade da água está ok, mas as pessoas podem estar tendo problema com o consumo em outros locais".

Com 25 blocos e quase 2.000 moradores, o Jardim Iaraquã é um dos maiores da Zona Oeste, região com grande número de reclamações sobre a qualidade da água. No Rio são quase 30 mil condomínios, onde vivem 3,5 milhões de pessoas, conforme dados do Sindicato da Habitação (Secovi Rio). E os síndicos estão apreensivos.

AUMENTO DA PROCURA

De acordo com Rodrigo Lopes, biólogo do laboratório Ambient Control, situado em Piedade, na Zona Norte, a procura dos condomínios por análises da água consumida pelos moradores aumentou consideravelmente nesta semana. "Muitos condomínios que já tinham feito a análise recentemente solicitaram novamente o serviço".

Para o presidente do Secovi Rio, Pedro Wähmann, esse cuidado já faz parte da realidade dos condomínios fluminenses. "Eles têm por obrigação contratar a limpeza de reservatórios e exame da qualidade da água a cada seis meses. Portanto, já devem contar com um prestador de serviços qualificado pelo Inea (Instituto Estadual do Ambiente)".

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários