Paty Bumbum e sócia são condenadas a regime semiaberto

Patrícia Silva dos Santos e Valéria dos Santos Reis foram condenadas a cinco anos de reclusão em regime semiaberto pelos crimes de lesão corporal grave e exercício de profissão sem autorização legal

Por O Dia

Paty Bumbum admitiu que usava silicone industrial em pacientes
Paty Bumbum admitiu que usava silicone industrial em pacientes -
Rio - A massoterapeuta Patrícia Silva dos Santos, conhecida como Paty Bumbum, e sua sócia Valéria dos Santos Reis foram condenadas a cinco anos de reclusão em regime semiaberto pelos crimes de lesão corporal grave e exercício de profissão sem autorização legal. A sentença que decidiu pela condenação é do dia 12 de dezembro de 2019.
As duas apresentavam-se como biomédicas e realizavam procedimentos estéticos invasivos com a aplicação de silicone industrial, o que é proibido pela Anvisa, chegando a causar deformidades incuráveis em algumas pacientes. Josman da Silva, que trabalhava como ajudante da dupla e apresentava-se como enfermeiro, foi absolvido das acusações.
"Utilizando-se de tais métodos, os réus obtiveram vantagem econômica indevida em prejuízo de diversas vítimas, durante todo o período de atividade do grupo", diz trecho da decisão.
Dentre as vítimas, a condenação cita Rafaela, que iludida pelos réus, submeteu-se ao procedimento no final do ano de 2016, quando Valéria e Patrícia injetaram o silicone industrial na região dos glúteos de Rafaela, ofendendo sua integridade física em ato do qual resultou enfermidade incurável decorrente de complicações crônicas, como processo infeccioso e inflamatório de aspecto cronificado.
Além disso, a impossibilidade de remover a substância, que, segundo informado pela vítima, deslocou-se da região onde foi aplicada, caracteriza deformidade permanente. Na ocasião, Paty Bumbum e Valéria receberam R$ 3 mil pagos pela vítima a título de honorários pela cirurgia. "A ilicitude de tal vantagem decorre do erro em que incidiu a vítima quanto à natureza do produto utilizado e à inabilitação dos agentes para a cirurgia. A vítima Rafaela, informou em juízo que primeiro conheceu a ré Valéria através de uma amiga sua que havia feito o procedimento", diz outro trecho da sentença.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Paty Bumbum admitiu que usava silicone industrial em pacientes Estefan Radovicz / Agência O Di
'Paty Bumbum' Reprodução TV Globo

Comentários